Ela aceitou, teve dois filhinhos e depois se separou

Você já reparou em como é cantado esse hit infantil nas festas?

Renato Vargens - 13/11/2019 10h29

Lembro que quando os meus filhos eram crianças, os levei a uma daquelas festinhas de aniversário. Na hora “do parabéns”, depois de cantarmos a clássica canção, a criançada presente começou a entoar outro hit famoso:

“Com quem será, com quem será, com quem será que ‘fulano’ vai casar? Vai depender, vai depender, vai depender se ‘beltrana’ vai querer”

Até aí tudo bem, só que logo a seguir descobri que a música não havia terminado, isto porque, a meninada aos berros cantarolava:

… “Ela aceitou, ela aceitou, tiveram dois filhinhos e depois se separou”

Ao final da canção, todos os presentes à festa, deram uma sonora gargalhada.

Assusta-me o fato de que nossas crianças tratem com tanta banalidade os divórcios de seus pais e conhecidos. Infelizmente a família pós-moderna experimenta a olhos vistos a banalização do divórcio. Soma-se a isso o fato de que nossos jovens adiam e até recusam o casamento em virtude do descrédito construído a respeito do matrimônio. Em nossos dias a duração do casamento está em função da durabilidade dos sentimentos. Quando se descobre algum defeito do outro, então, tudo muda e experimenta-se o sentimento de estar diante de um desconhecido.

Caro leitor, a separação e falência conjugal são hoje uma gravíssima epidemia. Tenho plena convicção que o tempo destinado pelos jovens à preparação para o casamento é insuficiente e superficial. Além disso, as experiências sexuais de nossos adolescentes se dão cada vez mais cedo, contribuindo para o surgimento de uma sociedade depravada e promiscua. A fidelidade conjugal não é valorizada, o amor foi relativizado e a promiscuidade incentivada.

Diante disto, mais do que nunca a Igreja de Cristo precisa anunciar o Evangelho, além obviamente de proclamar a esta geração os valores do Reino, na expectativa de que o bom perfume do nosso Senhor alivie o odor de putrefação deste mundo mal e pervertido.

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo