E se Cristo não tivesse ressuscitado?

O cristianismo só tem sentido porque o sepulcro está vazio! Porque, caso contrário, seria vã e sem sentido a nossa fé

Renato Vargens - 21/04/2019 11h03


Hoje, milhões de pessoas em todo o planeta relembram o fato histórico de que Jesus Nazareno, profeta em Israel, o Filho Unigênito do Deus vivo, morreu numa cruz, ressuscitando ao terceiro dia dentre os mortos.

Caro leitor, esta verdade inequívoca é a razão da nossa celebração. O cristianismo só tem sentido porque o sepulcro está vazio! Porque, caso contrário, seria vã e sem sentido a nossa fé! Aliás, você por acaso já parou para pensar o que seria de nós caso Cristo não tivesse ressuscitado?

Ora, se o Senhor não tivesse ressuscitado, continuaríamos mortos em nossos delitos e pecados. Se o Senhor não tivesse ressuscitado, ainda seríamos escravos de Satanás. Se Cristo não tivesse ressuscitado dentre os mortos, estaríamos fazendo a vontade da carne, andando segundo o curso deste mundo, conforme a vontade do príncipe da potestade do ar. Se Cristo não tivesse ressuscitado, não teríamos a esperança da vida Eterna, nem tampouco poderíamos desfrutar das benesses do Seu Reino.

Prezado amigo, como é bom saber que o nosso Senhor venceu a morte! Sem sombra de dúvidas, a ressurreição de Cristo é a parte principal da fé cristã. O apóstolo Paulo deixou isso claro em sua primeira carta aos Coríntios: “E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens” (1 Coríntios 15:13-14, 19).

Ao contrário dos deuses das religiões pagãs, podemos afirmar que o nosso redentor VIVE! Aleluia! A morte não O deteve, os nossos pecados não O detiveram, o Sepulcro está vazio! Cristo ressuscitou! Ele vive e reina SOBERANAMENTE! Em virtude disto, podemos cantar:

Porque Ele vive, posso crer no amanhã
Porque Ele vive, temor não há
Mas eu bem sei, eu sei, que a minha vida
Está nas mãos do meu Jesus, que vivo está

Deus enviou Seu Filho amado
Para morrer em meu lugar
Na cruz sofreu por meus pecados
Mas o sepulcro vazio está porque Ele vive

E quando, enfim, chegar a hora
Em que a morte enfrentarei
Sem medo, então, terei vitória
Verei na Glória o meu Jesus que vivo está!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo