CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Planilha financeira: por qual motivo você não consegue mantê-la preenchida?

Deus ainda cura?

Na minha caminhada ministerial posso testemunhar inúmeras experiências

Renato Vargens - 10/06/2020 10h28

Pacientes estão se curando da Covid-19 ao redor do mundo Foto: EFE/Enric Fontcuberta

Eu creio que o Deus Eterno continua curando. O Deus revelado pelas Escrituras cura quem ele quer mediante o Seu eterno poder. Eu creio num Deus poderoso! Eu acredito piamente naquele que sustenta o universo mediante a sua Palavra. Eu creio num Deus de milagres, aliás, eu creio em milagres.

Os puritanos costumavam dizer que o Senhor possui duas formas distintas de curar o doente. A primeira é intervindo sobrenaturalmente extirpando a enfermidade do moribundo, e a segunda é através da medicina e dos médicos.

Caro leitor, as Escrituras afirmam que o Senhor Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e o será sempre. (Hebreus 13:8) Além disso, a Palavra de Deus nos mostra que o Eterno é imutável. (Êxodo 3:14; Tiago 1:17; Malaquias 3:6)

Creio com todas as minhas forças que o Senhor cura hoje em resposta às orações de seu povo. Ora, na minha caminhada ministerial posso testemunhar inúmeras experiências onde depois da oração, Deus respondeu curando os enfermos. Eu mesmo já orei por pessoas doentes que ficaram boas, entretanto, sou obrigado a confessar que houveram situações de irmãos queridos que mesmo depois de intensa oração não foram curados de suas enfermidades.

Para ilustrar essas afirmações relato dois episódios distintos:

O primeiro aconteceu há aproximadamente dois anos quando fui convidado a orar por uma adolescente. Em virtude de um câncer no intestino ela encontrava-se à beira da morte. Lembro que os médicos a haviam desenganado, afirmando que ela não teria mais de uma semana de vida. Recordo-me que depois de expor o evangelho àquela família, bem como anunciar Cristo a jovem, oramos a Deus pedindo que ele a curasse de seu mal. Para nossa alegria, alguns meses depois recebi a notícia que a menina tinha levantado da cama, engordado 30 quilos e estava completamente curada de sua enfermidade. Aleluia! Coube a Deus pela sua misericórdia salvar aquela moça.

Doutra feita, fui convidado a orar por um querido amigo que se encontrava a beira da morte em virtude de um câncer no esôfago. Lembro que juntamente com a Igreja nos humilhamos perante o Senhor rogando que Ele o curasse de sua doença. Todavia, coube ao Eterno não responder as nossas orações, levando o meu amigo para a eternidade.

As Escrituras estão repletas de histórias de pessoas que pela graça e bondade de Deus foram curadas de suas enfermidades, como também de outras tantas que não tiveram as suas orações atendidas.

Diante disso talvez você esteja dizendo consigo mesmo: o que fazer diante da enfermidade? Devo orar clamando a Deus que cure o enfermo, ou devo me calar, entregando o destino do doente nas mãos do Senhor?

Veja bem, o poder de curar não está em nossas mãos, muito pelo contrário, o poder da cura está nas mãos do Poderoso Deus. Isto posto, julgo que o nosso papel é clamar a Deus para que Ele cure os enfermos, que opere milagres e faça com que o sobrenatural se manifeste na vida do enfermo. No entanto, vale a pena ressaltar que o fato de orarmos, não significa dizer que Deus seja obrigado a curar todos aqueles que tem sido alvos da nossa intercessão.

As Escrituras nos ensinam que Deus é Soberano e que independente da cura ou não de uma enfermidade Ele continua sendo Deus e portanto deve ser glorificado.

Isto posto, oremos com fé, clamemos com intrepidez, mais nos resignemos a vontade de Deus que sempre será boa, perfeita e agradável.

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo