Como conseguir um namorado em tempo recorde?

O desespero de se arrumar alguém só trazem problemas

Renato Vargens - 03/06/2019 10h14

O Dia dos Namorados se aproxima e com ele a angústia daqueles que por motivos diversos se encontram sozinhos. Volta e meia eu ouço de alguém a seguinte pergunta: “Pastor, o Dia dos Namorados está quase chegando, de que maneira eu posso arrumar um namorado em tempo recorde?”.

Pois é, esse tipo de pergunta se repete aos borbotões por jovens extremamente angustiados por não estarem namorando. Para estes, o fato de passarem o Dia dos Namorados desacompanhados implica necessariamente num tempo de sofrimento, ansiedade e depressão. Em virtude disto e querendo evitar o rótulo de solteirão, um bocado de gente, tem procurado nos sites de relacionamento gospel a sua cara metade. Todavia, como não poderia deixar de ser, o fato de teclar com uma pessoa que nunca se viu, tem proporcionado tanto a adolescentes como jovens o surgimento de inúmeros e graves problemas.

Lamentavelmente não são poucos aqueles que ao começar um namoro pela internet compram gato por lebre, e que em virtude disso, sofrem atentados físicos contra suas vidas e famílias.

Caro leitor, ainda que eu saiba da existência de alguns casos de namoro que deram certo pela internet, eu particularmente não acredito que este seja o melhor método para se arrumar um namorado. Na minha perspectiva, o namoro acontece! Sim! Isso mesmo! Ele acontece! Ele brota através dos olhares que se trocam, das palavras gentis que emitem, da espontaneidade da vida, da informalidade do dia a dia.

Isto posto, afirmo sem titubeios que a ansiedade, a forçação de barra, ou até mesmo o desespero de se arrumar alguém só trazem problemas. Salomão em sua grande sabedoria afirmou: “Existe um tempo determinado para todas as coisas na vida”. Sim, isso mesmo, na vida existe momentos pra tudo! Há tempo de plantar e tempo de colher, há tempo para abraçar e deixar de abraçar, em outras palavras isso significa dizer que existe um tempo determinado por Deus para desfrutarmos de carinhos, afagos, abraços e beijos de alguém. Em contrapartida, isso significa dizer também que existem momentos na vida, que somos chamados a um momento de reclusão onde outros valores necessários a uma existência plenificada nos são trabalhados.

Diante disto tenho plena convicção que vale a pena esperar o tempo e o momento certo para desfrutar do prazer de namorar e que o melhor jeito para isso acontecer é o mesmo que levaram nossos avós, pais e amigos a encontrarem seus namorados. A espontaneidade!

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor, conferencista, tendo já pregado o Evangelho em países da América do Sul, Norte, Caribe, África e Europa. É escritor, com 24 livros publicados em língua portuguesa e 1 em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes, editor do site renatovargens, pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói e membro do conselho da Coalizão pelo Evangelho (TGC).

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo