Leia também:
X Fechamento da Ford não é problema pontual do Brasil

10 características de um falso profeta

O falso profeta propaga ensinos antagônicos às Escrituras

Renato Vargens - 13/01/2021 12h01

Um falso profeta é aquele que afirma falar em nome Deus, sem contudo representar Deus ou mesmo pertencer a Ele. Além disso, um falso profeta propaga ensinos antagônicos às Escrituras, tomando para si uma autoridade que não lhe pertence, afirmando ser aquilo que Deus diz que Ele não é.

Sobre eles, Jesus disse: “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:15-20).

Já Paulo escreveu: “Rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes” (Romanos 16:17-18).

Pedro disse: “Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição” (2 Pedro 2:1).

Isto posto, elenco 10 características de um falso profeta:

1. Um falso profeta relativiza as Escrituras. Para um falso profeta, a Bíblia não é a Palavra de Deus. Para este, as Escrituras são falíveis e não devem servir como plena referência para o cristão.

2. Um falso profeta fala mais em dinheiro do que em Cristo. Um falso profeta comercializa o evangelho e vende as bênçãos de Deus mediante ofertas extravagantes.

3. Um falso profeta considera sua palavra inquestionável, colocando suas profecias e revelações em pé de igualdade com as Escrituras.

4. Um falso profeta anuncia, prega e proclama um evangelho absolutamente antropocêntrico.

5. Um falso profeta interpreta as Escrituras segundo a ótica do seu “próprio umbigo”, relativizando o absoluto e inventando doutrinas segundo os desejos de seu coração.

6. Um falso profeta prega o evangelho da confissão positiva, negando a possibilidade do sofrimento e anunciando um cristianismo desprovido da cruz.

7. Um falso profeta sincretiza o evangelho, miscigenando a fé, introduzindo doutrinas espúrias às verdades inquestionáveis da Bíblia.

8. Um falso profeta tem sede de poder, vive pelo poder e ama o poder.

9. Um falso profeta se considera melhor do que os outros e, em virtude disso, distingui-se do rebanho, criando e fabricando novos títulos eclesiásticos.

10. Um falso profeta fala de Cristo, entretanto o nega; prega sobre Cristo, mas não o conhece; fala em nome do Espírito Santo, sem contudo ter sido regenerado por ele.

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 26 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É membro dos conselhos do TGC Brasil e IBDR.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 As teologias da prosperidade e confissão positiva ofendem a Deus
2 Homens que deixaram de ser homens, uma tragédia para a família
3 7 constatações de que a Igreja se divorciou da Bíblia
4 12 mentiras contadas por satanás
5 Pode um crente em Jesus ficar endemoninhado?

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.