Leia também:
X O novo Congresso não é conservador

O caso Brasil Paralelo mostra que o PT não apoia a democracia

"O PT é um partido socialista e o seu objetivo é a implantação dessa ideologia"

Pedro Augusto - 14/10/2022 12h57

Brasil Paralelo Foto: Divulgação

G. K. Chesterton disse que chegaria o dia em que precisaríamos falar que a grama é verde. Começo citando o autor para falar uma obviedade: o PT é um partido socialista e o seu objetivo é a implantação dessa ideologia e não fazer políticas sociais, como muitos, erroneamente, acreditam.

Isso não é um delírio, mas algo que o próprio partido diz em seu site. Quem também afirmou isso foi a ex-presidente, Dilma Rousseff, em uma entrevista (assista no vídeo, na sequência), dizendo que sonha com uma sociedade socialista, elogiando o projeto da ditadura chinesa.

Por seguir a linha revolucionária de Antonio Gramsci, que é a de uma revolução lenta e por intermédio da cultura, o PT acredita que conseguirá alcançar seus objetivos no longo prazo. Contudo, nos últimos anos, esbarrou em alguns obstáculos como o impeachment de Dilma, a eleição de Jair Bolsonaro e a não adesão das Forças Armadas ao projeto petista; diferentemente do que houve ne Venezuela, como a própria ex-presidente Dilma afirmou.

Mas voltando ao tema da democracia, o PT diz que é “socialista democrático”, mas a democracia que o partido defende não é semelhante a do Brasil que, na concepção deles, é uma democracia burguesa e faz parte de um sistema capitalista que estaria oprimindo as massas.

Para acabar com essa opressão, qualquer voz que espalhe a ideologia burguesa e que impeça a implantação do socialismo deve ser perseguida. Afinal, as narrativas de esquerda não podem perder a guerra cultural.

Quando o PT fala em democracia, ele não defende uma democracia na forma que vemos hoje com liberdade de ideias. A democracia do partido, se é que podemos chamar isso de democracia, é o silenciamento de qualquer voz da ideologia burguesa que seria responsável pela manutenção do sistema atual.

Como a Brasil Paralelo é um veículo que não compactua com as visões de esquerda, mas sim com uma “ideologia burguesa” (na visão da esquerda), logo, deve ser calado para não impedir a marcha da revolução cultural e essa “democracia socialista”, que vimos ao longo da história e nas últimas semanas que é nada democrática.

Clique aqui e siga-me nas redes sociais e saiba mais sobre política.

Pedro Augusto é formado em Jornalismo, já escreveu para outros sites conservadores, possui redes sociais sobre história, é viciado em livros e em breve estará cursando Teologia.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 TSE proíbe Brasil Paralelo de vincular Lula a corrupção
2 Bolsonaro sobre veto de Moraes a inquérito do Cade: "Vice de Lula"
3 Eduardo Pazuello rebate Lula: "De cadeia ele entende"
4 Moraes suspende investigações sobre institutos de pesquisa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.