Leia também:
X O deus dos teólogos da prosperidade

Ninguém sabe mais como cuidar do corpo

O corpo é uma unidade com todas as suas funções interligadas

Odalis Vásquez - 14/12/2020 15h37

As especialidades médicas têm dividido o corpo em órgãos e sistemas. Assim, temos neurologistas, cardiologistas, gastroenterologistas, ortopedistas, psiquiatras e ainda existem sub-especialidades. Cada médico cuida do seu “pedaço”. Com isso, temos esquecido da pessoa como um todo.

Ninguém sabe mais como comer, como se exercitar. Ninguém sabe mais como VIVER. Precisamos, porém, ver o corpo de maneira integrada.

A sociedade tem mudado seus hábitos por influência direta da mídia que dita padrões de comportamento. Publicidades mostram comidas, bebidas, jogos, atividades muito lucrativas para alguns empresários, porém muito destrutivas para nossa saúde.

Neste cenário, precisamos voltar a cuidar das pessoas e das famílias. Precisamos aprender a viver bem, procurar conhecimento para dirigir nossos pensamentos e hábitos.

Então, primeiramente, precisamos entender que o corpo é uma unidade. Ou seja, seu funcionamento é integrado e é interligado. O que significa que um sistema funcionando errado irá gerar outros danos em outros sistemas. E estes sistemas tentam se ajudar quando precisam, com o objetivo de não adoecer.

Graças a Deus, os cuidados para um sistema afetam os outros sistemas positivamente. E assim, construímos uma vida plena. Por exemplo: praticar atividade física, da forma correta, previne e ajuda nas doenças cardíacas, melhora a função do intestino, melhora a insônia, a ansiedade, os problemas ortopédicos, a depressão, o sistema de defesa, a produção hormonal. Ou seja, é fonte de juventude!

A doença se manifesta quando todas as tentativas de adaptação e todos os mecanismos de defesa foram ultrapassados, existindo muitas deficiências de vitaminas, alterações nutricionais, deficiências hormonais, e várias funções e órgãos prejudicados.

Mesmo quando temos um fator genético favorável para uma doença, existem muitas maneiras de evitar ou minimizar a doença.

Se não queremos adoecer, então, precisamos aprender a viver!

Odalis Vásquez é médica, pós-graduada em Cardiologia, Medicina Esportiva e Prática Ortomolecular.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 'As pessoas estão desafiando a ciência e se dispondo a ser cobaia da vacina'
2 Médica cria lista de profissionais que tratam Covid precocemente
3 Entenda como a vacina de RNA mensageiro realmente funciona
4 Dra. Nise responde a perguntas sobre os anticorpos da Covid-19
5 Dra. Nise chama resistência à hidroxicloroquina de 'disparate'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.