Leia também:
X Entregar as chaves do país ao STF ou desobedecer a ordem judicial?

Perseguição a Gusttavo Lima é um recado de ameaça aos conservadores

A perseguição político-ideológica se tornou uma ameaça real

Marisa Lobo - 31/05/2022 12h01

Gusttavo Lima Foto: Marcos Maldi / AgNews

O que estamos vivenciando hoje, no Brasil, é muito mais grave do que alguns imaginam. A perseguição político-ideológica se tornou uma ameaça real e atuante contra os conservadores, algo que, na prática, já vem causando estragos e serve de alerta para todos nós.

O que o cantor Gusttavo Lima tem enfrentado nos últimos dias é uma prova de que, no Brasil atual, defender pautas conservadoras é algo que não é mais aceito pelo “sistema” que ainda domina os grandes meios de comunicação; assim como em boa parte da política.

Em um show recente, realizado em Brasília, o Buteco do Gusttavo, o cantor fez um discurso de exaltação ao patriotismo, à família e contra o comunismo para uma multidão impressionante de pessoas. Isso bastou para despertar a fúria das hostes infernais que, a partir de então, iniciaram uma verdadeira caçada contra o artista.

Como pano de fundo, alegam a suspeita de irregularidades no pagamento do cachê do cantor, destacando-se os valores altos, na casa do milhão, como se isso não fosse o resultado da fama e do sucesso alcançados por Gusttavo Lima ao longo dos anos. É mérito, senhores, e não talento fabricado nos porões “globais”.

A pergunta é: Alguém já viu esse escrutínio midiático e investigativo sobre os lucros dos artistas da esquerda? Não me lembro de ter visto algo parecido. O que é lógico, pois essa reação contra Gusttavo Lima, na verdade, é fruto de perseguição por causa das suas posições político-ideológicas; seu poder de influenciar multidões e talento próprio.

Gusttavo Lima não foi fabricado como um modelo para alavancar agendas ideológicas. Os artistas “globais”, em sua maioria, sim, são subprodutos de um produto maior, cujo objetivo é desconstruir os nossos valores sobre família, fé e nacionalidade. Por isso, dependem tanto de verbas públicas, já que o talento medíocre não é suficiente para fazê-los andar com as próprias pernas.

Gusttavo Lima, por outro lado, assim como muitos sertanejos deste país, conquistou fama e fez sucesso por seus próprios méritos, e parte disso é graças às posições em prol do Brasil. É justamente por causa dessa luz própria, e dos seus valores-raiz, que o cantor é tão odiado pela esquerda apodrecida.

Se hoje fazem isso com Gusttavo Lima, o que farão com todos nós amanhã, conservadores e cristãos comuns deste país, caso a esquerda volte ao poder? Se isso ocorrer, sem dúvida viveremos em um cenário de perseguição e punições arbitrárias jamais visto no Brasil!

Que os brasileiros de bem, portanto, estejam em alerta e conscientes da enorme responsabilidade que temos, este ano, de eleger políticos comprometidos com a liberdade de pensamento e expressão. Pois, a ameaça já deixou de ser um teoria e se tornou um inimigo real, poderoso e global.

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Gusttavo Lima chora: "Nunca me aproveitei de dinheiro público"
2 Por "guerra política", prefeito cancela show de Gusttavo Lima
3 Show de Gusttavo Lima vira alvo do MP, e cantor se pronuncia
4 Show de Gusttavo Lima no DF é marcado por discurso pró-família, Deus e liberdade

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.