Leia também:
X Igrejas voltam a receber os irmãos afastados com a pandemia

Na política do vale tudo, o jogo sujo é a linguagem de quem não tem caráter

Tenho enfrentado ataques pesados na presidência do PTB do Paraná

Marisa Lobo - 01/02/2022 18h40

Vista do Palácio do Planalto para a Praça dos Três Poderes Foto: Rogério Melo/PR

Fazer política no Brasil não é uma tarefa fácil, salvo se você estiver disposto(a) a entrar no jogo do vale tudo, no qual até o seu caráter é posto à venda. Essa é a triste realidade há décadas presente em nosso país. Mas é possível ir de encontro a esse sistema corroído de luta pelo poder?

A minha resposta ao questionamento anterior é sim! Podemos ir de encontro a esse sistema político em que até o caráter das pessoas é transformado em moeda de troca quando os interesses por cargos, fama e poder se tornam maiores do que os valores mais nobres do ser humano.

Essa luta, contudo, exige um esforço monumental e muita capacidade emocional para enfrentar os ataques pesados que virão. Tenho vivenciado isso, por exemplo, na presidência do PTB do Paraná. Os desafios são muitos e, para a nossa maior tristeza, grande parte deles vem de pessoas que se diziam “aliadas” em prol de uma causa comum.

Na prática, essa realidade é bem diferente, pois é no dia a dia que vemos quem é quem, especialmente à medida que nos aproximamos das eleições. O vale tudo entra em cena e com ele o jogo sujo feito por pessoas que são capazes de quase tudo para fazer prevalecer os seus próprios interesses.

Há falsos testemunhos, calúnias, mentiras, levantamento de especulações contra os desafetos e adversários, implantação de “notícias” depreciativas – tudo se torna um meio de ataque quando o que está em jogo é o poder. Sei como isso funciona porque sou uma das vítimas desse sistema.

A solução é não desistir e continuar fazendo o que achamos ser o certo. No meu caso, filtrar tudo o que vejo, escuto e projeto para o futuro à luz dos valores cristãos, colocando-os acima de qualquer coisa, é o grande norte a seguir. Creio que esse tipo de pensamento também desperta o ódio dos promotores do caos, pois, enquanto eles arquitetam seus planos malignos, nós trabalhamos.

Enquanto o jogo sujo na política é a linguagem de quem não tem um caráter digno de respeito, o trabalho honesto e a história de vida são as marcas de quem de fato luta por um país melhor, e não por ambições pessoais. Essa é uma diferença muito grande, e o tempo muitas vezes acaba lhe revelando isso naturalmente.

Encerro dizendo que continuo acreditando numa política limpa, na qual o único “vale tudo” que devemos travar é contra a degradação da pessoa humana, a corrupção e às ideologias que contrariam os princípios cristãos. Se eu tiver que continuar pagando um preço alto por defender esses valores, assim será, porque esta, sim, é a minha única linguagem!

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Roberto Jefferson afirma que foi traído pela cúpula do PTB
2 TSE define tempo que cada sigla terá para propaganda partidária
3 Deputado Otoni de Paula vai deixar o PSC para se filiar ao PTB
4 PTB convida ministra Damares Alves para se filiar ao partido
5 Netinho deve se filiar ao PTB e concorrer a deputado, diz jornal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.