Meditação Cristã como prevenção e tratamento contra ansiedades e depressão

Medite com foco na reflexão da Palavra de Deus com uma atitude de obediência

Marisa Lobo - 18/05/2019 18h00

Meditar é muito bom. São comprovados, cientificamente, também seus benefícios, principalmente, no alívio da ansiedade. Reservar um tempo para silêncio e meditação da palavra de Deus, perceber o que ele quer de nós, mergulhar na sua história, nos seus feitos, nas suas promessas é um “desestressador”, pois alivia as angústias na mente e no corpo. Há várias maneiras de meditar, mas a meditação a partir da palavra de Deus produz muitos significados positivos que nos ajudam a fortalecer a mente e os sentimentos para caminhar.

  • Meditação ajuda em atividades multitarefa em ambiente estressante;
  • Melhora a função imunológica;
  • Reduz a probabilidade de sintomas relacionados à depressão em adolescentes;
  • Ajuda na qualidade do sono;
  • Melhora a cognição;

Meditação ajuda na memória de trabalho enquanto reduz os pensamentos vagos.

Explicou o Dr. Jon Kabat-Zinn, Ph.D., diretor da Clínica de Redução de Estresse no Centro Médico da Universidade de Massachusetts à revista Psichology Today:

O que é a Meditação Cristã?

É refletir na Palavra de Deus com uma atitude de obediência. A Bíblia diz em Josué 1:8 “Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem-sucedido.” É concentrar os nossos pensamentos nos planos de Deus.

“Antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.” Salmos 1:2

Jesus nos deu exemplo de meditação

Jesus deu-nos um exemplo de como meditar e orar. Ele fazia muito isso, se afastava, ia para o deserto, para as florestas, ficava sozinho, o que nos leva a crer, dentro do nosso contexto que esse ato o fortalecia, eles controlava o que sentia, dessa forma, de certo para aliviar sentimentos, entender o propósito de sua vida, equilibrar os sentimentos, já que era homem e tinha hormônios, sentimentos tantos quanto você e eu. A diferença é que ele estimulava os bons sentimentos, e os bons frutos, pois meditava na palavra de Deus a ponto de sempre saber sua vontade, que é perfeita e agradável, portanto não gera doenças, Jesus tinha uma missão, e precisava estar forte livre de qualquer tentação, e como fazia isto mediando na palavra de Deus.

A meditação nos faz entender nossas angústias, e aceitar o propósito delas. Nós movemos as angústias, as ansiedades ou dor e começamos a olhar para elas para perceber a reação da mente e para deixar ir essa reatividade. Ou seja, meditar nos ajuda a entender e evita comportamentos agressivos desnecessários que só pioram nossa situação e ainda nos ensina a assertividade e resiliência em todas as situações ainda que catastróficas.”

Descobrimos que há uma quietude interior e paz dentro de algumas das situações de vida mais difíceis. e que não precisamos fugir e sim aprender e conseguir olhar por outro ângulo, outra perspectiva e lutar para provocar uma mudança. Só nos conseguiremos fazer isso, pois a cura vem de nosso força interior. Jesus buscava essa força em Deus, mas sabia que dependia também do seu esforço pessoal, em acreditar, e obedecer.

Podemos entender a questão espiritual, mas também entender que Jesus era um humano que usava de estratégias humanas para se livrar e não dar atenção a sentimentos que poderiam afastá-lo de sua missão a – salvação da humanidade -, para isso precisava estar íntegro, certo? Se trouxermos para nosso contexto de cura, é perfeito, Ele caminhava, pensava, meditada, orava, para compreender e isso lhe trazia paz e fortalecimento de seu ego, sua mente e seu espírito, além de aproximá-lo cada vez mais de seu Deus. E não podemos esquecer de que caminhar produz hormônios ligados ao do prazer.

A meditação em Cristo tem poder de curar doenças, conflitos mentais, quando nos alerta, nos instrui, nos capacita, nos fortalece, como pessoas, em nosso corpo e alma. Entender o que acontece, entender o como, os porquês, alivia o stress da alma, e isso nos dá paz e entendimento.

Em uma meditação, percebermos nossos limites, ou o quanto podemos ir além deles, e podemos perceber se estamos ou não doentes. A meditação nos ajuda a entender essas verdades e nos dá estratégia para a busca de soluções. Não é fantástico saber que a cura está em nosso entendimento, e Jesus nos deu a dica?

Lucas 5:16, “Mas ele se retirava para os desertos, e ali orava.”

A meditação dá entendimento.

2 Timóteo 2:7 “Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo

Além de meditar e ir à igreja, vá ao cinema, veja um bom filme, com pipoca, amigos, família, cachorro ao lado. É uma delícia e promove bem-estar (escolhas filmes alegres, não filmes tristes, por favor, e nem violentos). Curta seus filhos, brinque com eles enquanto pode, faça piquenique, vá a praia, tome sol (em casa mesmo). A vitamina D nos traz muitos benefícios.

Cuide de sua alimentação, faça uma reeducação alimentar, pois tem muitos alimentos que causam mais depressão, e outros que nos livram delas. Procure uma nutricionista que é a pessoa ideal para falar sobre isso. Não fume, não use droga, não se irrite por qualquer coisa. Não viva para atender as expectativa dos outros, não viva para agradar os outros, agrade a Deus, agrade você. Enfim, busque desesperadamente maneiras de fugir, do estresse, da tristeza, das mágoas e frustrações .

Saiba que nem sempre a pessoa que te magoou quis fazer isso. As pessoas que nos ofendem, na maioria da vezes, o fazem por não ter nada a oferecer. Se têm complexo de inferioridade, por exemplo, tentam humilhar o outro para disfarçar a sua condição. Se foram criados com falta de amor, invejam você e tentam te diminuir por isso. Ou seja, nem sempre a culpa é de quem recebe. A agressão diz mais sobre o agressor do que a pessoa que a recebe. Não leve tão a sério a opinião das pessoas, aceite críticas construtivas, nunca destrutivas.

Muitas vezes, as pessoas nos ofendem, dizem palavras de maldição, pois é só isso que elas têm por dentro. Tenha pena, ore por elas, mas não deixe que palavras “mal- ditas” entrem em seu coração, na sua mente e faça você sentir-se um lixo. Você não é. Deus o fez especial, única(o). Precisamos aprender que, muitas vezes, o sofrimento é inevitável, mas temos um Deus que está atento e nos auxiliando em tudo, renovando nossas forças, para que possamos vencer todas nossas lutas e batalhas. Viver é isso, viver é maravilhoso, apesar de todas as dificuldades, esse é o lado bom da vida. Viva e seja grato Deus pela sua vida.

Confie, faça a sua parte e uma onda de prazer vai invadir seu cérebro, seu mecanismo cerebral de recompensa. As vezes parece que a dor não terá fim. Mas após a crise, uma nova esperança nascerá em você, acredite! É cientifico, é bíblico:

Onde não há conselho os projetos saem vãos, mas, com a multidão de conselheiros, se confirmarão. Provérbios 15:22.

Faze-me ouvir a tua benignidade pela manhã, pois em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti levanto a minha alma. Salmos 143:8

Muito propósito há no coração do homem, mas o conselho do Senhor permanecerá. Provérbios 19:21

E não se esqueça, tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1,

Agora é seu tempo de sair dessa caverna, dessa tristeza e começar a reagir seguindo estes poucos conselhos, mas sempre observando a gravidade e, se precisar, não deixe de buscar ajuda profissional, sem tabus.

Trecho do livro: SUPERAÇÃO – Ansiedade, depressão e suicídio, de Marisa Lobo.

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo