Leia também:
X Cristianismo é uma definição de vida e não de propaganda eleitoral

Terei o Escudo Protetor como símbolo de minha campanha política

Assim, jogarei com atitudes dignas de um cristão, sem golpes baixos, expondo apenas a verdade

Marco Feliciano - 18/08/2022 16h41

Marco Feliciano Foto: Câmara dos Deputados / Paulo Sérgio

Escolhi como símbolo da minha campanha para estas eleições o escudo. E por que o escudo? A Bíblia Sagrada cita essa figura de proteção por 11 vezes. E, meditando em Efésios 6:16: “…sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno…” fui inspirado a iniciar a campanha de reeleição deste ano evocando a proteção de Deus, jogando com atitudes dignas de um cristão, sem golpes baixos, expondo apenas a verdade.

E o que defendo? As tradições cristãs arraigadas em nosso povo, o respeito à família tradicional, o direito à vida desde a concepção. E sim, combato com todas as minhas forças a ideologia de gênero. Minhas filhas estão criadas, mas hoje a luta continua com a vinda da minha linda netinha Aurora, a quem nem imagino uma professora militante impondo, na sua inocência, uma nefasta educação. Ou a fala dela para forçar uma mudança de sua natureza humana para satisfazer marxistas ateístas, em confronto à nossa tradição cristã e bíblica que ensina que homem é homem e mulher é mulher. Pois são os dois que dão fruto e perpetuam o rebanho do Senhor. Reafirmo, como já o fiz em outras ocasiões: respeitamos as outras variantes, mas que nos deixem em paz.

No dia em que se iniciou a campanha deste ano, já fui ameaçado, pela esquerda, a ser processado. Isso, apenas por ter manifestado a minha preocupação, baseado no que está acontecendo na Nicarágua, Colômbia, Chile, Argentina e Venezuela, nossos queridos vizinhos que, inadvertidamente, votaram em comunistas e hoje amargam prisões de sacerdotes, padres e pastores. Prova de que eles falam tudo o que querem, mas se recusam a ouvir a verdade.

Por isso, confirmo desde este momento como símbolo da minha campanha o Escudo Protetor que me acompanhará até a vitória em outubro.

Finalizo pedindo a todos que guardem meu número político 2270 e se me acharem digno de continuar na luta em Brasília, divulguem aos familiares e amigos. Prometo continuar essa luta hercúlea contra as potestades do mal. E peço a Deus que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos os eleitores do meu país, pois possuem a força do voto em suas mãos.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Bolsonaro detona matéria que fala em "golpe" de empresários
2 Tarcísio: "Não aceitamos mais o PT e toda a sua corrupção"
3 Bolsonaro afirma que esquerda esperava desastre na economia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.