Leia também:
X 7 constatações de que a Igreja se divorciou da Bíblia

Sobre 2020

2020 serviu de experiência sobre aquilo de que somos capazes

Marco Feliciano - 30/12/2020 14h39

Todos os meios de comunicação midiática prepararam resenhas sobre 2020, são as chamadas retrospectivas. Fáceis de elaborar, qualquer programa de computador analisa os acontecimentos cronologicamente e pronto, é só publicar, e as recordações afloram.

Para nós, cristãos, existe uma diferença. Ao olharmos o mundo com olhos espirituais, os fatos se misturam e conseguimos tirar o melhor do pior. Entre todos os problemas que se apresentaram em 2020, o mais grave foi a pandemia do coronavírus. Mas nosso país conseguiu superar isto com medidas acertadas do governo, que pregou os cuidados essenciais no combate à pandemia, mas sem cair nos extremos do lockdown completo, usando informações sobre como enfrentar a doença de modo racional, com medicamentos acessíveis e baratos, sem esquecer os cuidados médicos.

Na economia, o auxílio emergencial colocou no mundo milhões de irmãos brasileiros que não existiam para o direito, por sequer portarem um documento de identidade. O dinheiro girou e aumentou os índices de consumo. E tivemos um ano fechando com 7% de crescimento do PIB, em um país onde o Ministro da Economia é visto como herói. Tudo isso só pode ter uma retrospectiva saudável e que guardará boas lembranças.

Na área social, avançamos com o cronograma de obras de grande porte, superando-nos com estradas pavimentadas com concreto, em uma rara competência de nossas construtoras e da engenharia do Exército Brasileiro; com a recuperação da malha ferroviária; com estradas de ferro abandonadas há décadas sendo recuperadas e ligando o país de norte a sul e de leste a oeste, a ainda o combate ao desmatamento e às queimadas.

O crime organizado não teve trégua. Apreensões recordes de drogas, de armas e de bens desestruturaram as organizações criminosas que já tiveram seus líderes isolados em presídios federais.

A fé do povo continuou inabalável em um Deus que olha por todos e deixou sua Palavra que alenta e norteia, fazendo do brasileiro referência como país mais cristão do mundo.

Finalizo, agradecendo a Deus por um 2020 que serviu de experiência sobre aquilo de que somos capazes, colocando o Brasil acima de tudo, e Deus acima de todos, como bem preconizou nosso Presidente Jair Bolsonaro.

Que Deus derrame sobre nós as mais escolhidas bênçãos celestiais!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Governo federal amplia prazo para saque do Bolsa Família
2 Atores da Globo aglomeram em festa pré-Réveillon em Alagoas
3 Senado da Argentina aprova lei que legaliza aborto no país
4 Festão de Neymar em Mangaratiba está na mira do MP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.