Leia também:
X Pode a esposa fazer greve de sexo?

Setembro Amarelo, uma realidade alarmante

O mês é dedicado a pessoas que possam a vir a atentar contra a própria vida

Marco Feliciano - 09/09/2020 16h16

O mês de setembro é conhecido pelo Setembro Amarelo, iniciativa que visa a prevenção ao suicídio. A realidade é alarmante e aflige milhares de pessoas em todo mundo. Aqui em nosso país estabelecemos setembro como o mês da atenção a pessoas que possam a vir a atentar contra a própria vida. Familiares e amigos devem estar atentos quando nossos entes queridos demonstram indiferença com aquilo que gostam, quando usam frases tipo “preferia estar morto” ou “quero desaparecer”. É possível ajudar o provável suicida com palavras de apoio, demonstração de afeto e compreensão.

De acordo com estudo dirigido pela Unicamp, 17% dos brasileiros em algum momento pensaram seriamente em dar um fim a própria vida. Desses, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso.

Em inúmeros casos é factível evitar que esses pensamentos suicidas se tornem realidade. Todas as igrejas cristãs possuem um quadro de aconselhadores que atuam no combate à depressão. Eles sempre têm uma palavra de conforto tirada do Evangelho de Cristo, elas podem minimizar os sintomas da crise que leva ao suicídio .

Finalizo pedindo a todos que ajudem nossos irmãos que têm propensão a tirar a própria vida oferecendo amor e muita compreensão. Que Deus nos dê força para salvar muitas vidas e derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos necessitados.

BUSQUE AJUDA
No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda ligue para o número 188 ou acesse o site.

Marco Feliciano é pastor, deputado federal por São Paulo e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.
* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.