Petista é nomeada para chefiar gabinete de general

Só posso atribuir tamanha falha na escolha a um descuido

Marco Feliciano - 28/06/2019 16h22

Alô, amigos e irmãos que me dão a honra ao acompanharem meu trabalho no Pleno.News. Thomas Jefferson, terceiro presidente dos Estados Unidos, cunhou uma frase lapidar: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”. Nós, políticos engajados com as urgentes reformas e com o bom andamento das políticas públicas em nosso país, precisamos estar atentos aos movimentos sorrateiros dos inimigos externos ao governo. Eles tentam de todos os modos solapar a governabilidade.

Para confirmar a necessidade de estreita vigilância, com surpresa tive a desagradável notícia da nomeação da senhora Wania Maria das Graças Pontes Maramaldo para a assessoria de gabinete na diretoria de desenvolvimento do Incra, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. É uma petista e em suas redes sociais crítica o governo do presidente Jair Bolsonaro com viés esquerdista típico da ala mais radical da esquerda militante.

Só posso atribuir tamanha falha na escolha a um descuido do nobre general João Carlos de Jesus Corrêa, presidente do Incra. Se tivessem consultado as redes sociais dessa senhora teriam como formar juízo de sua ideologia política. Ela é totalmente afinada com os governos anteriores.

O Incra, um órgão de tamanha importância, estava há pouco tempo atrás mancomunado com invasores terroristas profissionais do MST. Com isso, declaravam improdutivas para desapropriação, propriedades em plena atividade, ante a impotência dos verdadeiros proprietários que pagaram por ela.

Denunciei esse desagradável fato da nomeação e aguardo providência urgente. O objetivo é impedir que inimigos declarados sabotem a administração de órgão tão importante para a manutenção da paz no agronegócio, parcela considerável da economia e com recordes de produção em alimentos que o mundo tanto carece.

Finalizo agradecendo a Deus por nos dar ferramentas para interferir no governo de forma saudável para extirpar o joio e pedir que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos irmãos do campo.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo