Leia também:
X Série Round 6: Conselhos alarmantes de uma psicóloga aos pais

Os evangélicos devem exigir a sabatina de André Mendonça

O indicado pelo presidente foi escanteado apenas por ser evangélico

Marco Feliciano - 13/10/2021 15h05

André Mendonça Foto: Marcos Corrêa/PR

Temos de formar um coro de 40 milhões de vozes evangélicas desse país para exigir André Mendonça na sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado federal, uma vez que a indicação dele à vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) foi feita há três meses, mas ainda aguarda nos escaninhos do senador David Alcolumbre.

Nós já fizemos vários apelos. Contudo, ouvidos moucos não nos ouvem. Além disso, quando um senador, de forma unilateral, joga para escanteio alguém como André Mendonça – com um currículo impecável e notório saber jurídico, condições essenciais ao honroso cargo de ministro do STF – apenas por ele ser evangélico, demonstra uma horrenda perseguição religiosa, estranha aos nossos costumes de convivência pacífica com todas vertentes religiosas e ideológicas da sociedade.

Qual seria o interesse do senador Alcolumbre, por quem temos um enorme respeito, ao procrastinar esse expediente que interessa a todo o Brasil e ao próprio STF (que necessita estar completo para agilizar seus julgamentos e evitar empates nas votações, o que, com 10 ministros, é inviável)?

Declarações recentes do senador Alcolumbre no sentido de que pautará a indicação para ela ser viável apenas em 2023 é um acinte para com todo povo brasileiro. Será que foi criada a figura do superagente público que coloca todos de joelhos?

As lideranças evangélicas com as quais tive contato afirmam que não aceitarão outro nome para a vaga no STF, até porque Mendonça não foi uma indicação nossa, mas do presidente Jair Bolsonaro. Nós apenas a corroboramos.

Finalizo pedindo a Deus que proporcione bom senso aos homens de decisão deste país para que decidam pelo bem comum. E que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre o Seu povo!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Bolsonaro volta a elogiar André Mendonça: "Capaz e inteligente"
2 Bolsonaro diz que Alcolumbre "age fora da Constituição”
3 Mourão diz que sugeriu outro nome ao STF para Bolsonaro
4 Alcolumbre quer travar sabatina de Mendonça até 2023, diz CNN
5 STF nega obrigar Alcolumbre a marcar sabatina de Mendonça

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.