Leia também:
X Que a Copa do Catar vá (se) Catar

O PT e suas reais intenções com o povo evangélico

Conclamo a todos os irmãos cristãos para que estejam em eterna vigilância

Marco Feliciano - 23/11/2022 16h58

José Genoino em entrevista ao DCM TV Foto: Reprodução

Com inimigos perigosos, dispostos a tudo, com um passado de ataques ferozes contra nós, cristãos e conservadores, devemos manter forte vigilância e denunciar veementemente todas as ações que visem atacar a Igreja. Pois esta, por intermédio de seus profetas, sempre foi e sempre será uma pedra no sapato de poderosos que tudo farão para manter o poder opressor contra o povo de Deus que não se dobra a teorias marxistas. O motivo é que nessas teorias o homem se torna instrumento de um Estado que a tudo domina; até nossa fé, sendo permitido apenas o que convém ao Estado e aos seus áulicos marxistas leninistas.

Em uma live recente, promovida pelo Diário do Centro do Mundo, Maria Fernanda Passos moderou uma conversa entre o jornalista Kiko Junqueira, a advogada Sara Vivacqua e o ex-deputado José Genoino.

A pauta foi o “problema dos evangélicos e como o PT pretende resolver a questão”. Kiko Nogueira questionou José Genoino sobre como será a abordagem da esquerda ao povo evangélico – que são milhões – e a quem eles classificam de extrema direita (sic).

Na conversa, se referiram às igrejas como “máquinas de lavagem cerebral” a serem controladas e taxadas, Vivaqua ainda questionou: “essa questão da igreja não teria de ser regulada? Eles não deveriam estar pagando impostos, não teriam de ter algum tipo de restrição?”.

Genoino demonstrou, nessa conversa, ter várias estratégias. Ele citou evangélicos como um problema a ser solucionado pelo partido quando assumir o poder. E ainda afirmou, sorrateiramente, que a esquerda deve agir “com habilidade” para não parecer que se trata de perseguição religiosa.

O petista ainda chamou os evangélicos de “maniqueístas” e “figuras toscas fundamentalistas”.

Genoino completou afirmando que a esquerda não deve repetir o “erro do passado”, com o relacionamento que no passado tiveram com “ a cúpula das igrejas” quando foram governo . E declarou que, de hoje em diante devem ir “de baixo para cima” criando células para se infiltrar nas bases das igrejas.

Ele ainda disse “nós temos que enfrentar esse novo desafio da religião da prosperidade, porque essa religião da prosperidade é uma tríplice aliança: do terço, da arma e do capital”.

Essa denúncia é gravíssima! Portanto, conclamo a todos os irmãos cristãos que vigiem os passos desses líderes de esquerda que tentarão solapar nossas bases com falsas promessas para, no momento oportuno, darem o bote da serpente, nos impedindo de pregar o verdadeiro Evangelho de Cristo, sem relativismos.

Finalizo pedindo a Deus que nos dê forças para enfrentar essas forças diabólicas do marxismo ateísta. E que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos brasileiros que creem em um Deus que cura e liberta!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.