Leia também:
X Gravidez, o aborto entre crianças e a erotização infantil: De quem é a culpa, afinal?

O futuro de nossas instituições democráticas está em jogo

Método eleitoral brasileiro só é utilizado em Bangladesh e Butão; Alemanha o considera inconstitucional

Marco Feliciano - 28/06/2022 17h51

O pastor Martin Luther King deixou para a história a frase “I have a dream”, em português: “eu tenho um sonho”. No início desta semana, nosso querido pastor Silas Malafaia posicionou um de seus vídeos para a história. Nele, o pastor Malafaia usa palavras fortes, mas que foram pinçadas de um contexto real. Quando um ministro do Supremo, em um evento em Oxford, na Inglaterra, com os olhos do mundo voltados para si, perdeu a oportunidade de se portar com galhardia e foi chamado de mentiroso em alto e bom som. O que acabou por colocar todo o Judiciário brasileiro em cheque.

O fato é que os movimentos civis contemporâneos, em nossa terra, carregam a mesma dimensão daquela época não muito distante no país do Tio Sam, em que Martin Luther King lutava bravamente. Mas hoje, aqui, em nosso país, o que está em jogo é o futuro das nossas instituições democráticas. Elas estão em risco pelo ativismo judicial que se coloca com mais importância que o Parlamento, a quem cabe constitucionalmente legislar e manter o equilíbrio entre os poderes com elaboração de leis que visem o bem-estar geral e são elaboradas pelos representantes do povo.

No vídeo do pastor Silas, ele reitera suas dúvidas sobre as apurações das eleições pelo método adotado pelo TSE. Método este que só é usado em mais dois países, Bangladesh e Butão.

Esse processo eleitoral também foi considerado inconstitucional pela Alemanha. E apresenta dúvidas manifestadas por imensa maioria da população brasileira. Essa manifestação é livre e soberana e faz eco com as palavras de um líder religioso de grande relevância entre evangélicos e não evangélicos de nosso país.

Finalizo pedindo a Deus que continue a jorrar homens corajosos como o pastor Silas Malafaia e outros que fazem um país digno para as próximas gerações. E que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todo povo brasileiro.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Malafaia: "Barroso foi fazer lobby para barrar voto impresso"
2 Barroso é chamado de mentiroso e “refutado” em palestra

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.