Leia também:
X O choro da Rainha e suas lições

Nós, cristãos, temos adversários ferozes que tentam nos exterminar

O país é laico, e o inimigo usa esse conceito para nos subjugar

Marco Feliciano - 12/04/2021 13h31

Igrejas têm cruzes retiradas na China Foto: Reprodução

O que nos fornece a temperatura de nossos acertos é o termômetro do inimigo.

É triste para nós, cristãos, em pleno século 21, constatar que temos adversários ferozes que tentam nos exterminar a qualquer preço; e pior, com dinheiro vindo de onde estão derrubando símbolos cristãos das fachadas das igrejas e proibindo o culto religioso: da China (qualquer semelhança é mera coincidência?).

As grandes redes de televisão brasileiras se transformaram em sucursais do Partido Comunista Chinês, com espaços cada vez maiores de propaganda sobre as maravilhas desse regime ateísta.

Este domingo foi marcado por manifestações pró-Bolsonaro em diversas capitais e cidades brasileiras. Mas, para a grande imprensa, nada aconteceu. Quando a esquerda faz alvoroço com meia dúzia de sindicalistas, há matérias de capa em todos os jornais. Mas, como eu disse, esse termômetro é balizado pela esquerda. E, quando seus partidários nos ignoram, demonstram o temor que têm de um povo organizado e consciente de seus direitos e nos dão a certeza de estarmos no reto caminho da defesa de nossos ideais judaico-cristãos.

O país é laico, e a Igreja é apolítica. Mas o inimigo usa esse conceito para nos subjugar. E sempre que a Igreja se esqueceu de que se trata de uma guerra e de onde está o inimigo, foi subjugada e forneceu vários mártires.

Hoje, tal como na Roma antiga, eles pretendem nos jogar aos leões. Devemos, portanto, armar-nos com a Bíblia Sagrada, jejum e oração, a fim de proteger os fiéis e suas famílias, para que não sejam vendidos como escravos da lascívia e do materialismo em moda, os quais só servem para esse mundo e nos fecham as portas para o novo mundo que há de vir, a Jerusalém eterna.

Finalizo agradecendo a Deus por nos dar a visão para, com o melhor do pacifismo, nos manifestarmos contra os ataques à nossa fé.

Que ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos cristãos do mundo!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Senador consegue assinaturas para CPI de estados e municípios
2 Covid: Repórter diz que tio morreu mesmo após 2ª dose de vacina
3 China admite que suas vacinas não têm proteção muito altas
4 Marcha da Família faz ato contra decisão do STF sobre igrejas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.