Leia também:
X Em uma só voz, elenco do Palmeiras agradece a Deus por vitória

Mendonça é um nome importante para o Judiciário

Agradeço a Deus por essa grande vitória para o nosso Brasil

Marco Feliciano - 02/12/2021 15h15

Estive presente no Senado Federal, desde a manhã, na sabatina na CCJ, e, à tarde, no plenário, onde o irmão em Cristo André Mendonça foi aprovado como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

A indicação havia sido enviada pelo Sr. presidente da República, Jair Bolsonaro, em julho, e estava dependendo de deliberação do Sr. senador David Alcolumbre a apreciação e sabatina de Mendonça pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Todos nós, evangélicos, parlamentares ou não, elevamos os nossos pensamentos em oração a Deus para que esse dia chegasse e uma indicação tão importante para o Judiciário pátrio se concretizasse. E aconteceu!


Na companhia dos amigos Magno Malta e Hélio Lopes

Quando o nosso presidente Jair Bolsonaro prometeu indicar ao Supremo um candidato “terrivelmente evangélico”, é claro, falou de forma figurada, pois o essencial é a conduta ilibada e o notável saber jurídico deste – o que sobra em nosso irmão André Mendonça, cuja condição de pastor presbiteriano é a cereja do bolo em seu impecável currículo.

Sendo assim, estando presente nessa sabatina juntamente com vários colegas parlamentares, emprestei meu apoio incondicional à aprovação do indicado a este cargo de tamanha expressão na mais alta Corte.

E, depois da sabatina da CCJ, que durou 8h, o nome do Dr. André Mendonça foi aprovado, e a proposta foi levada ao plenário do Senado, onde, novamente, houve aprovação por 47 votos a 32. Sendo assim, Mendonça será o próximo ministro do Supremo Tribunal Federal.

E a expressiva vitória não foi só do povo evangélico, mas de toda nação, que terá como juiz da mais alta Corte um jurista de escola, que pautará sua conduta estritamente pela letra da Constituição Federal, como prometeu na sabatina: “Na vida privada, a Bíblia; no Tribunal, a Constituição”.

Durante todo o dia estiveram presentes no Senado inúmeras lideranças evangélicas, entre as quais destaco a de um ancião que, em 2013, quando eu estava sendo hostilizado na Comissão dos Direitos Humanos, sentou-se ao meu lado e disse “filho, estamos juntos”: o bispo primaz da Assembleia de Deus de Madureira, Manoel Ferreira. Ele, no alto de seus quase 90 anos, deu exemplo de grande liderança, ao apoiar o nosso irmão André.

Repito aqui as sábias palavras que o novo ministro do STF proferiu logo após sua aprovação: “Um passo para um homem; um salto para os evangélicos”.

Finalizo agradecendo a Deus por essa grande vitória e peço que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre o seu povo que ora.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Posse de Mendonça no Supremo ocorrerá no dia 16 de dezembro
2 Pr. Silas: 'Mendonça deu cama de gato ao defender casamento gay’
3 Bolsonaro sobre Mendonça: "Meu compromisso foi concretizado"
4 Michelle Bolsonaro comemora aprovação de André Mendonça
5 Pastor Silas Malafaia alfineta Davi Alcolumbre: “Se ferrou”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.