Leia também:
X PT e Lula não querem uma CPI para investigar os fatos de 8 de janeiro

Lula não mede suas palavras e ofende parte da população

Empresário “não ganha muito dinheiro, porque ele trabalhou; ele ganha muito dinheiro, porque os trabalhadores dele trabalharam”

Marco Feliciano - 24/01/2023 10h01

Luiz Inácio Lula da Silva Foto: EFE/André Borges

Os socialistas marxistas mantêm suas teorias destruidoras das bases da sociedade – que se mantém há milênios – como a do patrão opressor explorador e a do trabalhador coitadinho e explorado.

O presidente Lula declarou, publicamente, que empresário “não ganha muito dinheiro, porque ele trabalhou; ele ganha muito dinheiro, porque os trabalhadores dele trabalharam”, também criticou o que chama de “ganância das pessoas mais ricas “e defendeu que haja “contrapartida social”.

Ora, a contrapartida social vem com o livre mercado que gera empregos dignos e renda para ser distribuída meritocraticamente. Em todas sociedades organizadas, a interferência do Estado paternalista não deu certo em lugar nenhum onde foi implantada, porque quando não houver mais ricos dos quais se confiscar a riqueza sobrará apenas a miséria; que nem precisa ser distribuída, pois se espalha sozinha.

Um governante que não mede suas palavras esquecendo que fala para 210 milhões de brasileiros e não apenas para sua claque, corre o risco de ser fator desagregador em um país que tenta se recompor de recentes embates políticos.

Com o novo parlamento que toma posse dia 1º de fevereiro, inicia-se um novo tempo de independência do parlamento, cessando a subserviência de puxadinhos do Executivo que perderam espaço para um conservadorismo atuante.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Agência do governo adota linguagem neutra e é criticada
2 Lula dispensa mais 4 militares; total de exonerados chega a 89
3 Lula e Fernández: Decidimos avançar sobre moeda comum
4 Alexandre de Moraes indicou novo comandante do Exército
5 Bolsonaro rebate Lula sobre povo Yanomami: "Farsa da esquerda"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.