Leia também:
X O que estão fazendo com as nossas crianças?

Lula e seus devaneios sobre o Partido Comunista Chinês

A intenção é implantar uma América Latina socialista, subjugando o povo e destruindo a família

Marco Feliciano - 29/06/2021 15h50

Ex-presidente Lula faz elogios ao Partido Comunista Chinês Foto: Divulgação/PT

Existe um ditado popular que diz “o peixe morre pela boca”, numa analogia com os que falam sem medir o alcance de suas palavras. Eles se esquecem de que não falam apenas para suas claques e que suas palavras atingem também quem pensa contrário e vai a fundo em suas consequências.

O ex-presidente Lula, em entrevista publicada neste final de semana no portal de notícias chinês Guancha, elogiou o “partido político forte” da ditadura chinesa e fez críticas ácidas aos Estados Unidos, por supostamente “mandarem” (sic) na operação Lava Jato, para tirar o PT do poder.

Num devaneio, Lula afirma que o Partido Comunista Chinês tem força para fazer com que a população local cumpra as decisões dele, omitindo que esse poder emana do pulso forte e do terror contra dissidentes e demonstrando, assim, seu apego pelo poder absoluto de partido único.

Em outra pérola, Lula afirma: “Esse partido na China tem poder e um governo forte. Quando tomar decisões, o povo respeitará essas decisões. Isso é algo que não temos no Brasil”.

Esse é o candidato que as esquerdas apresentam à nação brasileira, justamente em um momento que nos livramos da corrupção endêmica que legou o maior desemprego de todas as épocas. Elas demonstram suas intenções de implantar o que preconiza o Foro de São Paulo: uma América Latina socialista, subjugando o povo e destruindo a família e a tradição judaico-cristã.

Finalizo com outro provérbio: “Quem avisa amigo é”. Portanto, meus amigos, vigiem e orem! E a alguns cristãos, que acreditam nesse canto da sereia, peço que reflitam no que é dito em Isaías 59:5: “Chocam ovos de serpente…”.

Que Deus derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos cidadãos desse país!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Barroso vai almoçar no Leblon e é cobrado sobre voto impresso
2 Sikêra bate recorde de audiência mesmo com pressão da esquerda
3 CPI: Antes de depor, deputado do AM faz críticas a governadores
4 Jair Bolsonaro sobre a morte de Lázaro: "Tem gente chorando aí"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.