Globo nos empurra mais um beijo gay goela abaixo. Até quando?

Esta semana, em folhetim grotesco, denominado O Outro Lado do Paraíso (sic), tiveram a desfaçatez de repetir um beijo entre dois homens

Marco Feliciano - 11/05/2018 17h04

Alô, amigos do Pleno.News, é com grande responsabilidade perante o público desse prestigioso veículo e àqueles que têm paciência de me acompanhar que me dirijo mais uma vez.

Hoje, não posso deixar de comentar, e o farei quantas vezes forem necessárias, até a exaustão de Satanás, porque eu não me cansarei jamais de falar e combater essas questões. Mas infelizmente, outro beijo gay foi veiculado em rede nacional, esta semana, numa emissora que usufrui de concessão do Estado. Portanto, sujeita às leis e regulamentos que regulam às telecomunicações em nosso país.

Desde 2014, quando a Rede Globo nos apresentou o primeiro beijo gay, que ela nos enfia goela abaixo temas imundos, glamorizando as drogas, a prostituição, as traições entre casais etc. Recentemente, a emissora chegou ao espúrio relacionamento incestuoso, no decadente BBB, com beijo na boca entre pai e filha.

Esta semana, em folhetim grotesco, denominado O Outro Lado do Paraíso (sic), tiveram a desfaçatez de repetir um beijo entre dois homens. Numa cena dantesca para os padrões conservadores da nossas sociedade de maioria cristã.

O que me causa estranheza é a omissão dos órgãos controladores das diversões públicas que não advertem a outrora “Vênus platinada” de que, cenas como essa são repudiadas pela grande maioria das famílias. Pois essas mesmas famílias respeitam a privacidade e a liberdade de todos manifestarem suas preferências, mas não toleram que costumes de uma minoria sejam impingidos, invertendo as posições e transformando algo como natural a todos indistintamente.

Não podemos ter uma atitude simplória, do tipo: assiste quem quer. Muitas pessoas, especialmente os jovens, que não têm acesso a redes de TV fechadas são alvos fáceis da mídia aberta. E há um grande apelo de um canal de televisão como a Globo, que monopoliza os esportes e faz chamadas em sua programação para esses verdadeiros lixos novelescos. #ANossaFamiliaMereceRespeito

Finalizo pedindo a Deus que oriente nosso povo no voto, nas próximas eleições, para que possamos jogar isso que está aí, na lata do lixo da história. Peço a Ele também que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos nós brasileiros.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.