Leia também:
X Padre Edson e seu infeliz pronunciamento sobre Bolsonaro

#forcacovid é a esquerda espumando ódio

Um covarde ato de intolerância dos que se dizem perseguidos

Marco Feliciano - 07/07/2020 10h59

O presidente esteve em Florianópolis no sábado Foto: Isac Nóbrega/PR

O mundo está numa corrente de solidariedade nestes tempos de pandemia. Unimos forças em oração pela pronta recuperação dos infectados, para que mais pessoas sejam livres da contaminação e pelo consolo das famílias que perderam seus entes queridos para o vírus.

Desde tempos imemoriais a humanidade em tempos de crise esquece fronteiras de toda sorte, geográfica, étnica ou racial. Somos todos irmãos e essa foi a doutrina deixada por Jesus que prega o amor entre os povos. A tradição brasileira sempre seguiu essas premissas de paz e convivência entre os povos de todas partes do mundo, formando um cadinho cultural.

Todavia, estamos no fim dos tempos. Quando nosso presidente anunciou que se submeteria a exames para constatar se está ou não com Covid-19, por estar com sintomas da infecção, febre e dores no corpo, iniciou-se uma campanha de ódio com a #forcacovid. Um covarde ato de intolerância das esquerdas que se dizem perseguidas, mas que espumam ódio. Essas mídias têm nome e sobrenome, espero que as autoridades policiais as identifiquem e tomem as providências legais cabíveis com o rigor da lei.

Finalizo pedindo a Deus que nos livre desse autodenominado “ódio do bem” e derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor evangélico e vice-líder do governo Bolsonaro no Congresso Nacional.
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.