De ato obsceno à performance artística

Que saibamos nos defender dos algozes de uma imprensa louca, especialista e mestre na arte da mentira

Marco Feliciano - 08/03/2019 13h07

Ato obsceno no carnaval Foto: Reprodução

Alô, irmãos, alô, amigos que me honram com sua companhia aqui no Pleno.News!

Não posso me calar diante de tantos ataques violentos contra o governo Jair Bolsonaro, feitos por uma esquerda maledicente que se especializou na mentira e na calúnia. Sempre que posso, lembro-me de Santo Agostinho que nos ensinou que “mais vale quem nos critica e nos leva a evitar novos erros do que os bajuladores, que nos fazem permanecer no erro”.

Usei as mídias sociais nesta manhã para alertar o governo que apoio sobre a força e inteligência dos militantes profissionais de esquerda que, financiados por órgãos internacionais, atuam na contrapartida da inteligência do governo, fazendo-nos parecer um grupo de escoteiros perdidos no jardim do Palácio do Planalto.

Sugiro à equipe do presidente Bolsonaro que se cerque de cabeças pensantes para que sempre tenham uma resposta à altura dos jogos vorazes dessa esquerda malfadada. Que saibamos nos defender dos algozes de uma imprensa louca, especialista e mestre na arte da mentira, capazes de transformar conservadorismo em fanatismo, fé em fundamentalismo religioso e nos imputar tantos outros rótulos com os quais costumam tachar seus opositores.

De um dia para o outro, atos obscenos e pornografia se transformaram em “performance artística de cunho político contra o conservadorismo”, através de outro ato de loucura dessa imprensa comprometida.

Daqui a pouco, se o presidente espirrar, vão acusá-lo de difusor de microrganismos causadores de graves epidemias. E o mais assustador é que terão aquele público que espera seu líder sair da cadeia, apoiando cegamente essa tese.

Finalizo pedindo a Deus que faça com que nosso querido presidente Bolsonaro exerça sua autoridade, sem precisar de ser corrigido por seus auxiliares perante o povo que o elegeu com suas qualidades e defeitos. E que Ele derrame Suas mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos nós.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo