Coluna Marco Feliciano: O brilho do carnaval não pode nos seduzir

A presença de Deus em nossa vida nos traz luz e não o brilho da purpurina que sai com a água. Não nos deixemos enganar pelo carnaval

Marco Feliciano - 12/02/2018 09h00

Caros amigos do Pleno.News, aproveito hoje para fazer um apelo a vocês. Nesses dias, onde o Brasil para para o carnaval, nós, evangélicos, devemos nos empenhar em dar assistência às pessoas que estão em cima do muro, ou seja, com um olho nas coisas de Deus e outro nas do mundo.

O carnaval é uma tradição folclórica brasileira que seduz os jovens pela diversão descompromissada. E, com a maciça projeção das mídias de mulheres bonitas, sensuais, demonstrando uma alegria sem fim. Mas, deixe-me apenas explicar que esses momentos têm prazo de validade: 3 dias. E, na quarta-feira a realidade desperta, a depressão retorna e a ressaca demorada apenas principia.

Sugiro aos leitores que nos irmanemos em oração por nossos irmãos foliões. Para eles que caiam na realidade e abandonem as diversões efêmeras e aproveitem a mensagem do Evangelho que nos garante uma vida boa e em abundância sem interrupção em uma quarta-feira qualquer. E, nos garante mais, que mesmo durante as adversidades, a presença de Deus nos alenta com um porvir sempre brilhante, indelével e púrpuro; sem a purpurina que sai com água, tal qual um flash de luz que cega, mas não clareia.

Finalizo pedindo a Deus que encaminhe nossos jovens para que troquem tudo que o mundo oferece por momentos com os irmãos, em vigília por um mundo melhor. E que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.