Chegou a hora das retrospectivas

Perdoemos a todos e nos irmanemos em um novo tempo

Marco Feliciano - 28/12/2018 12h14


Alô, irmãos, alô, amigos que me honraram com sua atenção aos meus artigos em 2018! Chegou a hora das retrospectivas.

Neste ano de 2018 muitos fatos memoráveis aconteceram e, dentre os de maior relevância, destaco a acachapante vitória do presidente Jair Bolsonaro, frente a toda esquerda encastelada no poder, superando ainda o atentado terrorista perpetrado contra sua vida, por um militante esquerdista financiado pelos inimigos da democracia.

Durante todo o ano de 2018 nós acompanhamos passo a passo a evolução dos índices econômicos. O país estagnou numa crise sem precedentes durante anos de administração socialista, que nos levou ao maior índice de desemprego da história. Porém, com o esforço de todos e com o vislumbre de novos tempos nesse limiar de ano novo, a economia reage e já podemos esperar um feliz 2019.

Nosso país cristão manteve a paz deixada por nosso Senhor Jesus Cristo, com ampla liberdade religiosa e milhões de pessoas batizadas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, exemplo para o mundo e fator de estabilidade social. Porém, infelizmente, durante todo este ano nós denunciamos perseguições religiosas a cristãos em várias partes do mundo e, por isso, para 2019, peço que nos unamos em oração diante de Deus, pedindo que ilumine os caminhos de radicais fundamentalistas para que vivam a verdadeira paz.

Finalizo rogando a todos para deixem as mágoas para trás e que, no início do novo ano que se aproxima, perdoemos a todos e nos irmanemos em um novo tempo.

Em meu nome e em nome de minha família, desejo um 2019 de felicidades e realizações a todos vocês.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158