Leia também:
X Erro dos sonhos

As decisões que conflitam com os interesses do povo

Políticos deveriam agir para assimilar bem os anseios da população

Marco Feliciano - 08/01/2021 16h20

João Doria aumentou alíquotas que prejudicam a população Foto: Divulgação

Os profetas eram escolhidos por Deus e tinham grande autoridade religiosa e influência. Eles eram conselheiros, instrutores da lei de Deus e transmitiam as mensagens do alto.

Políticos devem procurar essa ligação divina para assimilar bem os anseios do povo; devem agir ouvindo a voz inspiradora de Deus. Mas, infelizmente, não é o que está acontecendo em São Paulo, onde o governador tomou várias medidas que conflitam com os interesses do povo. Ele aumentou alíquotas de impostos de medicamentos populares, itens da cesta básica, energia, e isto causou um efeito cascata que acabará nos ombros dos mais humildes.

Em nota, o governador João Doria se justifica dizendo que o reajuste fiscal não representa aumento de impostos, mas sim uma “autorização legislativa para reduzir benefícios fiscais”. Bem, jogo de palavras não enche barriga!

Na prática, Doria sabe o efeito que essa insensibilidade causa na mesa das famílias de baixa renda. Se, como ele diz, o estado de São Paulo poderá arrecadar 7 bilhões para investimentos na saúde, na educação e em segurança pública, então por que os gastos faraônicos para trazer uma vacina da China? A vacina custou bilhões e ainda fez São Paulo entrar numa seara própria do governo federal, que é quem possui meios para cobrir esses gastos em nível nacional.

Finalizo pedindo a Deus que mostre a esses alpinistas políticos que devemos subir a escada degrau por degrau, tudo no tempo certo (Eclesiastes 3). Que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos!

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Fiocruz pede uso emergencial da vacina de Oxford à Anvisa
2 Bolsonaro escolherá 2 ministros do TSE até o final de 2021
3 Anvisa recebe pedido de uso emergencial da CoronaVac
4 Donald Trump diz que não vai à cerimônia de posse de Joe Biden
5 Agricultura vai na contramão do 'Fique em casa' e bate recorde

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.