Leia também:
X O TSE e a recusa em aceitar a ajuda das Forças Armadas

A Revista Veja e sua capa contra os que defendem a vida

Quem defende o aborto é que deve ser chamado de fanático e assassino

Marco Feliciano - 13/05/2022 17h14

Grupos antiaborto marcham na Cidade do México Foto: EFE/ Sashenka Gutiérrez

Já comentei por aqui sobre o rascunho de anotações vazadas, após uma reunião da Suprema Corte dos Estados Unidos, que indica a possibilidade de proibição do aborto, depois de 50 anos da legalização do ato naquele país. Sim, três juízes da Corte, indicados pelo conservador Donald Trump, foram o fiel da balança por essa vitória pró-vida.

No entanto, entidades internacionais pró-aborto baseadas nos EUA ficaram em polvorosa com a possibilidade de perderem essa batalha pela vida que eles teimam em eliminar ainda no ventre das mães. A meu ver, um verdadeiro e cruel assassinato. Como base para a minha opinião, sugiro que assistam ao vídeo de um médico, que atuava com essa prática, doutor Bernard Nathanson. Esse documentário se chama O Grito Silencioso e conta tudo sobre esse flagelo. Posteriormente, Nathanson reviu sua posição se tornando pró-vida.

A luta pró-vida é para pessoas de fibra, muita fibra; por que quando ganhamos uma batalha, os defensores do aborto mudam suas armas de persuasão com lemas simplistas, do tipo: a mulher é dona do seu corpo. No entanto, eles ignoram que a mulher não é dona da vida que se desenvolve dentro de seu ventre. Até porque ela carrega um ser perfeito que respira, se alimenta, sente dor e é carente de amor.

Porém, os interesses de organismos internacionais financiados pelo globalismo ateísta, visam o controle de natalidade nos países adiantados e também nos mais pobres, causando em algumas nações desequilíbrio social com a diminuição da população que necessita do crescimento vegetativo.

Nesta semana, nos deparamos com o tema aborto sendo exposto na capa de uma revista de grande circulação nacional. O periódico apela para um enfoque esquerdista de que, quem defende a vida são fanáticos religiosos. Mas digo que quem defende o aborto são fanáticos assassinos.

Capa da revista Veja dessa semana Foto: Divulgação

Finalizo pedindo a Deus que continue nos dando forças para junto das pessoas de bem lutarmos incessantemente a favor da vida. E que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos nascituros do mundo.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.