CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X A mulher e a economia

A Rede Globo deve pedir desculpas ao povo

Apresentaram essa transexual, que está presa há oito anos, e diz não receber visitas, numa ênfase à sua condição de sexo invertido

Marco Feliciano - 10/03/2020 16h49

Alô, irmão, alô, amigo, cada um que me dá a honra de me acompanharem no Pleno News. Quero manifestar meu mais veemente repúdio à matéria veiculada pela Rede Globo através do Programa Fantástico que apresentou uma transexual que cumpre pena numa penitenciária estadual.

Apresentaram essa transexual, que está presa há oito anos, e diz não receber visitas, numa ênfase à sua condição de sexo invertido, se apresentando como mulher e que seria esse o motivo de sua rejeição. Mas em nenhum momento informaram os motivos que a levaram à prisão, que foi o assassinato de um menino de 9 anos, após abusos sexuais e de ter abandonado o corpo do menino por dois dias em sua própria casa. Em seguida, carregou o corpo da criança e o jogou em frente da casa dos pais do menino. E mais ainda, anteriormente havia abusado de um menino de 3 anos e de um próprio sobrinho de 4 anos.

Mas em nenhum momento informaram os motivos que a levaram à prisão, que foi o assassinato de um menino de 9 anos, após abusos sexuais

Estou entrando com um pedido de repúdio da Câmara dos Deputados à Rede Globo de Televisão por esse achincalhe à família brasileira, em especial as famílias das inocentes vítimas que estão condenadas perpetuamente a rememorar uma grande dor em seus corações.

Toda uma nação aguarda um pedido de desculpas da Rede Globo, pelo menos, para minimizar o transtorno que causou ao usar uma concessão pública, que é a emissora de TV, em desfavor de nossa tradições e costumes num desnecessário apelo de cunho ideológico.

Finalizo, pedindo a Deus que conforte a família dos meninos vítimas desse monstro e derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todas crianças de nosso país.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo