Leia também:
X Palavra que renova sua fé

A privatização dos Correios é um anseio das pessoas de bem

Desejamos o bem público, sem reserva de cargos e sem desvio do dinheiro público

Marco Feliciano - 08/07/2021 13h11

Correios Foto: Agência Brasil

Está em vias de ser votada na Câmara dos Deputados a tão aguardada proposta de privatização dos Correios. Este é um antigo anseio das pessoas de bem desse país que visam apenas ao bem público, sem reserva de cargos para apadrinhados e sem desvio do dinheiro público.

Valores republicanos devem pautar a administração pública, reservando ao Estado apenas as atividades inerentes ao próprio Estado, como as Forças Armadas, as Forças Policiais, a Saúde e a Educação.

A livre concorrência é salutar para o aprimoramento dos serviços oferecidos ao público. Já o monopólio estatal cria inchaço nas empresas que não precisam prestar contas de seus resultados.

Foi isso que se viu nos Correios nos últimos anos, durante a gestão de governos tidos como progressistas. O que se viu foi o progresso somente de seus apaniguados, com o assalto atingindo até o sagrado fundo de aposentadoria dos funcionários dos Correios, o Postalis, que precisará de muitos anos para se recuperar, pois foram comprados milhões de papéis podres da Venezuela, entre muitas outras aplicações de risco.

Em apenas dois anos de administração do governo Bolsonaro, o lucro anual dos Correios chegou a R$ 15 bilhões. Em 2015, no governo Dilma, o prejuízo da empresa foi de R$ 2.1 bilhões, e os repasses de valores dos Correios à União, ao longo de todos os anos de governo petista, superaram o recomendado.

Em face disso tudo, o modo mais salutar de sanear as finanças dos Correios é a privatização da empresa, para que ela, ao abrir concorrência com a iniciativa privada, ofereça um serviço de nível internacional, como acontece com Amazon e Mercado Livre.

Finalizo pedindo a Deus que ilumine meus colegas deputados para votarem pela privatização dos Correios, para o bem de todos, e que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Policiais que salvaram refém no RJ serão homenageados na Alerj
2 Site pornográfico será encerrado e ativistas comemoram a vitória
3 Perfil de Bolsonaro no GETTR ultrapassa 100 mil inscritos
4 Bolsonaro diz que as Forças Armadas estão "ao lado da lei"
5 Marco Aurélio: Impeachment não é bom para o Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.