Leia também:
X Área de Serviço ou Lavanderia: É lugar de mão à obra

A polêmica criada pela embaixada chinesa no Brasil

Temos uma briga pelo monopólio do 5G nos países em desenvolvimento

Marco Feliciano - 27/11/2020 17h18

A China criou uma polêmica Foto: PR/ Alan Santos

Aguardei o momento oportuno para me manifestar sobre a polêmica criada pela embaixada chinesa no Brasil, em relação a declarações do deputado Eduardo Bolsonaro. O parlamentar se pronunciou quanto a suspeita de espionagem por parte da China no sistema 5G. A tecnologia, totalmente revolucionária, promete mudar o conceito das comunicações em âmbito mundial.

Serão ganhos astronômicos a quem dominar o 5G e conseguir o monopólio nos países em desenvolvimento. Essa batalha é feroz, um verdadeiro telecatch. O Brasil, como líder de um continente, se vê num fogo cruzado entre seu aliado natural, os EUA, país de tradições democráticas e cristãs, e do outro lado a China, país com uma ditadura que completa 70 anos, ateísta e que persegue cristãos destruindo templos e segregando fiéis.

Deputado federal Eduardo Bolsonaro Foto: Câmara dos Deputados/Cleia Viana

O deputado Eduardo Bolsonaro, para evitar fissuras diplomáticas retirou suas postagens do ar, mas ficou claro o aviso. O parlamento brasileiro não se calará perante a tentativas de governos estrangeiros totalitários de invadir nossa soberania, usando o poder econômico para solapar nossas instituições.

O que nos causa espécie são órgãos de imprensa nacionais que foram agraciados com polpudas verbas de patrocínio chineses tomarem partido dos interesse do país comunista totalitário, indo de encontro com os verdadeiros interesses nacionais.

É importante e válido ressaltar a atitude firme de Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do Brasil. Em repúdio a declarações do embaixador chinês no Brasil Yang Wanming, que demonstra firmeza de um país soberano em defesa de um parlamentar pelo direito de manifestação em causas que reputa como justas.

Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo Foto: EFE/PETE MAROVICH

Finalizo pedindo a Deus que dê forças a nós parlamentares para bem defender nossos princípios judaico-cristãos tão caros a nosso povo.

Que o Senhor derrame as mais escolhidas bençãos celestiais a todo povo chinês e brasileiro.

Marco Feliciano é pastor, deputado federal por São Paulo e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.
* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.