Leia também:
X Atentado terrorista na Nigéria tem vinte quatro vítimas

A Páscoa e a sua importância para os cristãos

Esta data nos convida à reflexão pela busca da paz

Marco Feliciano - 14/04/2022 10h52

Estamos na Páscoa; festa muito importante no calendário cristão, uma celebração tradicional, pois, nos relembra os últimos acontecimentos da vida de Jesus Cristo.

Essa festa surgiu sob a influência da celebração judaica chamada Pessach, que significa passagem, e relembra a libertação do povo hebreu da escravidão do Egito. E que acontece no mesmo período da Páscoa cristã.

No entanto, a Páscoa cristã é comemorada todos os anos, para relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo, nosso Salvador e Libertador. Sendo assim, essa é uma das principais festas do cristianismo.

A Páscoa, para nós, cristãos, é tão importante porque evidencia a grande importância que a ressureição de Cristo tem dentro do cristianismo. Ela é confirmada pelas palavras do apóstolo Paulo, em 1 Coríntios 15:14: “E se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação e também é vã a vossa fé”.

O que Paulo quer nos dizer é que, para nós, sem a Páscoa, ou melhor dizendo, sem a ressurreição, não haveria sentido nenhum na fé cristã. Isso significa também que, o ato de Jesus Cristo se oferecer em sacrifício salvou a humanidade dos próprios pecados e deu a nós, que recebemos esta verdade, a perspectiva feliz de uma nova vida.

O fato é que a Páscoa nos convida a uma reflexão pela busca da paz. A mesma paz que Jesus nos deu quando partiu, nos aconselhando a ter um vida consagrada ao Evangelho, no aguardo de sua volta triunfante, como está prometido. E que, em breve testemunharemos.

Finalizo agradecendo a Deus pelo discernimento de conhecer a Sua Santa Palavra. E pedindo que Ele derrame sobre nós as mais escolhidas bênçãos celestiais.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.