Leia também:
X Mulheres não gostam só de rosas

A imprensa marrom nos coloca como ameaça ao mundo

Temos um território continental com diversas peculiaridades

Marco Feliciano - 08/03/2021 14h11

Embarque da comitiva Brasileira de Cooperação Científica Brasil Foto: Alan Santos/PR

Por mais que queiramos mudar de assunto em relação à pandemia, fatos novos revelam que a perfídia de quem é do mal não dá trégua. Por isso, segue a narrativa de sempre sobre as providências do governo federal contra a epidemia do coronavírus.

Quanto à compra antecipada de vacinas, a imprensa não explica que existem certas normas como, por exemplo, a responsabilidade por efeitos colaterais passíveis de vultuosas indenizações, no caso de danos à saúde. Hoje, infelizmente, as manchetes são contundentes e omissas quanto à verdade dos fatos.

O acerto do presidente Jair Bolsonaro em apoiar o uso da ivermectina e da cloroquina no tratamento precoce da Covid-19 é confirmado por entidades científicas do Brasil e do mundo. A confirmação mais recente vem de Portugal, que diz fazer história por salvar milhares de vida usando a cloroquina e a ivermectina.

Foi enviada a Israel uma comitiva de alto nível chefiada pelo nosso chanceler, o ministro Ernesto Araújo. O grupo vai constatar a eficácia e trazer para nosso país um spray que comprovadamente inibe a ação do coronavírus no organismo. Mas a imprensa comunista questionou a presença do deputado Hélio Lopes na comitiva, numa manifestação claramente racista.

LULA X BOLSONARO
Escravos da nova ordem mundial agem na surdina exibindo pesquisas preparadas para colocar o presidiário Lula com 50% de preferência contra 38% do presidente Bolsonaro. Uma audácia contra todos e contra tudo o que se vê nas ruas!

O condenado petista não consegue andar nas ruas sem ser hostilizado e, tal qual o falecido nhonho, sequer pode pegar um avião de carreira. Diga-se de passagem, Maia torrou R$ 6 milhões com jatinhos da FAB nos últimos 2 anos.

IMPRENSA MARROM
As manchetes de alguns órgãos da imprensa marrom nos coloca como ameaça ao mundo com as variantes do coronavírus. Simplesmente usam dados não confiáveis. Se temos apenas 27% da população mundial, não é possível que tenhamos passado à frente (no número de infectados) de países muito mais populosos, como China, Índia e EUA. Pouco destaque dão ao que acontece nos EUA, onde alguns estados suspenderam o lockdown e o uso de máscaras, uma prova de que providências acertadas são pontuais e variam caso a caso.

O possível está sendo feito. Precisamos lembrar que temos um território continental com diversas peculiaridades e uma política descentralizada até por decisão do STF, que fortaleceu governadores e prefeitos nas decisões sobre a pandemia.

Finalizo pedindo a Deus que quebrante os corações de maus brasileiros que atacam nossas autoridades no exterior com inverdades e não atentam para o fato de que quem paga é o cidadão humilde, que vê seu poder aquisitivo solapado pela falta de novos investimentos.

Que Deus derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todos!

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Bolsonaro: "Estou namorando um partido onde eu seria dono"
2 "Meu Exército não vai para a rua obrigar o povo a ficar em casa"
3 Lockdown:"A fome pode matar mais que a covid", diz deputada
4 Mulheres de direita são maioria na bancada feminina da Câmara
5 Aos 32 anos, prefeita peita Doria: "Lamento, mas não me intimido"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.