CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Cristão pode usar o Tinder? #8

A hipocrisia do isolamento no Brasil

É impossível impedir que uma mãe saia de casa para buscar o alimento de seus filhos

Marco Feliciano - 17/04/2020 15h19

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Carolina Antunes

Alô, irmãos e amigos que me dão a honra de me acompanharem no Pleno.News. Continuamos vítimas do massacre emocional dos que são contra as medidas indicadas pelo presidente Jair Bolsonaro no controle da pandemia de coronavírus. A quem pode interessar o isolamento total, que não passa de uma hipocrisia? De total ele não tem nada, observamos por toda parte, ônibus e metrôs lotados, filas em banco para receber o auxílio de R$ 600 do governo e comunidades com grande contingente de moradores por metro quadrado. Portanto, sejamos realistas, é impossível impedir que uma mãe saia de casa para buscar o alimento para seus filhos, o mesmo digo de um pai.

Outros países são indicados como exemplo, mas os números não mentem. Itália, Espanha, Alemanha e diversos países que nossos especialistas de esquerda adoram citar como exemplo não conseguiram interromper o pico do ataque do vírus. Agora, esses mesmos países, já cogitam afrouxar as medidas de isolamento antes de quebrar irreversivelmente a economia. Isso causa escassez de alimentos e mortes advindas da fome.

Por aqui, em momento algum o Governo Federal cogitou promover uma abertura total das medidas de isolamento, mas sim cuidar dos grupos de risco. Idosos, cardíacos, diabéticos, indivíduos portadores de qualquer tipo de comorbidade especial precisam de cuidados.

Vimos por parte da Rede Globo críticas ao presidente Jair Bolsonaro por responder cumprimentos de pessoas nas ruas, mas nem uma palavra quando o então ministro da Saúde declarou dialogar com tráfico e milícia.

Finalizo pedindo a Deus que continue a abençoar nosso país com baixos índices de vítimas do coronavírus por milhão de habitantes e que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo