A Bíblia continua incomodando o maligno

A Justiça determinou a remoção de inscrições bíblicas de monumentos

Marco Feliciano - 31/08/2018 10h52

Alô, amigos, alô, irmãos como é bom falar com vocês, pois tenho a honra de serem meus leitores aqui no Pleno.News.

Hoje, peço licença para lembrar que amo a Bíblia, pois é ela que nos traz a verdadeira Palavra de Deus. Tanto que esse livro sagrado, após milênios, continua atual e incomodando o maligno.

Prova disso é a decisão recente do Tribunal de Justiça de São Paulo. A mais alta Corte do estado determinou à Prefeitura da cidade de Praia Grande, na Baixada Santista, que remova as inscrições bíblicas no obelisco que enfeita a Praça da Bíblia daquela cidade.

Monumento em praça da cidade traz inscrições bíblicas Foto: Google Mapas

Essa sentença estabelecida por maioria de desembargadores atendeu ação impetrada pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos.

Isso é um verdadeiro absurdo! Pois uma minoria de apenas dois por cento da população se identifica como ateus, e essa minoria conseguiu uma decisão que atinge quase 90% da população da cidade que é cristã. Sabendo do fato, solicitei à mesa da Câmara dos Deputados que acione o Conselho Nacional de Justiça para que analise essa esdrúxula decisão.

Vivemos em cidades com um visual horrível de pichações e, para o caso, não me consta que essa Associação tenha tido o trabalho de acionar as autoridades para minimizar o quadro urbano de poluição visual. Entendo que frases extraídas da Bíblia são construtivas e não ofendem ninguém, nem mesmo quem não concorda com elas.

Sinceramente espero que essa sentença seja reformulada e que a cidade de Praia Grande continue sendo portadora de mensagens de fé e amor.

Também sonho com uma nova era onde importantes órgãos públicos não se tornem joguetes nãos mãos de pessoas caolhas com olhares enviesados, tal qual o Profeta Balaão que não enxergava o anjo de Deus que ia à sua frente com a espada desembainhada e precisou a jumenta falar com ele para que seus olhos se abrissem e pudesse ver o anjo (Números 22:21-34).

Finalizo pedindo a Deus que ilumine nossos compatriotas e os tire da escuridão e derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo