VAR e erros de arbitragem: a culpa é da CBF!

Falta de critério e informação geram discussões que podiam ser evitadas

Marcelo Penido - 30/09/2019 07h53

O Palmeiras podia ter encostado no líder Flamengo se tivesse vencido o Internacional nesse domingo.

Os palmeirenses acham que foram prejudicados pela arbitragem. O Verdão teve gol (corretamente) anulado após consulta do VAR, mas dirigentes, técnico e jogadores se sentiram prejudicados.

A bola claramente toca no braço de Willian antes de sobrar para Bruno Henrique marcar. O próprio Mano Menezes admitiu, mas reclamou de um fato inquestionável: a falta de critério dos árbitros.

As regras não são claras para todos os personagens do futebol, incluindo os árbitros, que usam critérios diferentes ao longo das partidas.

Vanderlei Luxemburgo também reclamou após a anulação do gol que poderia ter dado a vitória ao Vasco sobre o Corinthians.

O treinador alega que o chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, deu uma palestra na última quarta-feira, no centro de treinamentos do clube, e explicou aos jogadores que apenas as partes do corpo que podem ser usadas para fazer gol caracterizam impedimento, ou seja, a mão e o braço não são um problema.

Mas foi o suficiente para o gol de Werley ser anulado.

O Botafogo chegou a apelar ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta do uso, ou mal uso, do VAR.

Tudo isso podia ser evitado se a CBF fosse capaz de padronizar o uso da ferramenta.

A tecnologia é boa, mas está sendo muito mal usada. Falta competência.

Marcelo Penido é jornalista especializado em Gestão, Marketing e Direito Esportivo com passagens pelas rádios CBN, Globo e Tupi e pela TV Band News. Filho do locutor Luiz Penido, nasceu no meio do futebol e é apaixonado pelo esporte. Nesse espaço vai falar sobre o dia a dia dos principais clubes do Brasil.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo