Balotelli no Fla e Dani Alves no São Paulo: agora somos nós os importadores

Janela de transferências internacionais é marcada por retorno de nomes de peso ao Brasil

Marcelo Penido - 06/08/2019 08h24

O Flamengo tem se posicionado no mercado como o clube a ser batido no futebol brasileiro. Só nesse ano trouxe nove reforços, incluindo Rafinha, ex-Bayern de Munique, da Alemanha, Fiilipe Luís, ex-Atlético de Madrid, da Espanha, e Gerson, ex-Fiorentina, da Itália. O nome da vez é do italiano Mario Balotelli, que ficou sem contrato após o fim do vínculo com o Olympique de Marselha, da França, e que tem passagens pelo Nice, também francês, além de Manchester City e Liverpool, da Inglaterra, e Internazionale de Milão e Milan, da Itália. Pela Azurra marcou 14 gols em 36 jogos e era um dos destaques da seleção italiana na Copa de 2014.

Já o São Paulo vai apresentar nessa terça-feira, às 20h, no Morumbi, um dos maiores reforços de sua história: o lateral-direito Daniel Alves, capitão da seleção brasileira, e multicampeão por todos os clubes que passou. Além deles outros nomes de peso como Juanfran, também do São Paulo, Ramires, do Palmeiras, e Gil, do Corinthians, movimentaram a badalada janela de transferências internacionais. O perfil das contratações brasileiras está mudando. Os clubes mais estruturados financeiramente estão com um poder de compra maior e se não podem manter as suas principais revelações, hoje podem pelo menos repatriar e brigar por jogadores que já não vivem mais os momentos mais gloriosos de suas carreiras.

O caso de Balotelli, no Flamengo, chama especial atenção por se tratar de um atleta que ainda tem 28 anos, prestes a completar 29, e que tem menos espaço no futebol europeu pelo comportamento, não pelo desempenho esportivo. O craque italiano já foi comparado à Adriano Imperador, pelo faro de gol, pela força física e pelo gosto pela noite, e caso acerte com o Flamengo, o clube vai precisar administrar o comportamento do atacante fora das quatro linhas. Ainda assim a negociação mostra o aumento da força dos clubes brasileiros no mercado e se ainda está longe de ser comparada à de gigantes europeus, dá indícios de que tempos melhores vêm por aí.

Marcelo Penido é jornalista especializado em Gestão, Marketing e Direito Esportivo com passagens pelas rádios CBN, Globo e Tupi e pela TV Band News. Filho do locutor Luiz Penido, nasceu no meio do futebol e é apaixonado pelo esporte. Nesse espaço vai falar sobre o dia a dia dos principais clubes do Brasil.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo