A erosão ácida dos dentes pela alimentação

Como realizar a leitura de notícias sobre saúde

Maine Skelton - 11/07/2017 11h13

 

A erosão ácida dos dentes pela alimentação

As notícias sobre saúde são as mais díspares possíveis: não coma ovos por causa do colesterol X coma ovos todos os dias; não tome água em demasia X tome muita água para eliminar toxinas; lembre-se de ingerir oleaginosas X as gorduras das oleaginosas precisam ser ingeridas com parcimônia e podem causar alergias… E se o leitor for crédulo em tudo o que toma conhecimento, vai viver uma eterna gangorra de sentimentos e de alimentação amalucada!

Não, meus amigos: para tudo há que se ter equilíbrio e bom senso! Por exemplo, a questão da erosão ácida dos dentes. Os estudos mostram que existe e é perceptível em um exame clínico cuidadoso (às vezes, até numa avaliação pela manhã junto ao seu espelho), porém não se pode culpar as frutas por esse problema. Frutas são alimentos naturais saudáveis (desde que contenham o mínimo possível de agrotóxicos). São ricas em fibras, em vitaminas e elementos essenciais. Algumas são ácidas? Sim. As cítricas. Então, está aí o problema? Não! O problema se encontra na ingestão inadequada…

Anos atrás recebi uma paciente com o esmalte dos dentes anteriores superiores (os que mais aparecem no sorriso) totalmente deteriorado. Investigação a pleno vapor, descubro o problema: a paciente gostava muito de chupar limão a noite, assistindo TV. Passava todo o período das novelas e jornais televisivos a chupar limões cortados pela metade. Aí estava o problema: a forma da ingestão!

A acidez das frutas pode sim gerar problemas dentários, mas se ingeridas de forma inadequada. Neste caso citado (depois atendi alguns outros), o contato direto do ácido da fruta com o esmalte dos dentes causava uma erosão do esmalte a cada noite de ingestão, mas por causa do contato direto entre o ácido e o esmalte dos dentes. Outros casos semelhantes foram observados ao longo de muitos estudos também com o suco de uva, pois as crianças costumam ficar com o suco adocicado na boca por mais tempo antes de engolir, e então o ácido da fruta vai causar seus problemas no esmalte.

Vou parar de comer frutas ou ingerir seus sucos por esse motivo? Não. Vamos adequar a ingestão, ok? Frutas sempre serão um presente enorme de Deus para a nossa alimentação: são fontes de muitos nutrientes! Precisamos saber apreciá-las inteiras ou em sucos, no entanto com o controle do contato de seus ácidos com o esmalte dos dentes.

Sempre que ingerir sua fruta preferida, realize também uma boa higiene bucal com fio dental, pasta com flúor e enxaguante bucal, porque hoje em dia esses produtos têm condições de auxiliar a reposição do que foi perdido no esmalte. E digo auxiliar, porque sua saliva já veio dotada dessa capacidade de repor o que seria perdido na alimentação. Deus é mesmo maravilhoso!

Leia com parcimônia todas as notícias e lembre-se: bom senso e canja de galinha sempre fazem bem, já diria minha falecida e amada avó.


Maine Skelton é Professora Doutora de Endodontia e Teleodontologia na FOUSP. Mestre e Doutora em Endodontia pela FOUSP e Pós-doutora em Teleodontologia pela FMUSP.