Leia também:
X Taís Araújo e seu discurso raso e vergonhoso

Pastor palestino Johnny Shahwan é libertado da prisão

O pastor foi preso por se encontrar com um judeu que serviu como membro do parlamento israelense

Lawrence Maximo - 11/04/2022 13h57

Bandeira palestina Foto: EFE/EPA/ALAA BADARNEH

O All Arab News informou nesta segunda-feira (11), que um juiz palestino decidiu ao meio-dia libertar o pastor evangélico Johnny Shahwan da prisão. Shahwan, um cristão palestino da área de Belém, esteve em uma prisão da Autoridade Palestina (AP) durante 40 dias. A libertação vem depois que o cristão palestino ficou encarcerado em condições muito difíceis.

O pastor, que dirige a Beit Al-Liqa (Casa de Encontro) na cidade de Beit Jala, nos arredores de Belém, foi preso por se encontrar com um judeu que anteriormente serviu como membro do parlamento israelense, o Knesset. No dia seguinte, homens armados não identificados dispararam vários tiros, no centro, em protesto ao encontro entre o pastor e o rabino. Ninguém ficou ferido.

Na noite da terça-feira passada (5), o presidente palestino Mahmoud Abbas foi informado sobre a situação de Shahwan e pediu ao seu procurador-geral e serviços de segurança que revisassem cuidadosamente o caso. Abbas indicou que queria ver o pastor solto nos próximos dias.


A revisão foi concluída, e na segunda-feira, o juiz tomou sua decisão. Ele foi solto às 15h. Cristãos palestinos de várias denominações têm orado e trabalhado para sua libertação. Eles estão se alegrando que esse irmão foi finalmente libertado.

Abbas e seus conselheiros estão tentando manter as coisas calmas durante o Ramadã, especialmente depois de uma onda de ataques terroristas contra israelenses nas últimas semanas.

Lawrence Maximo é analista político, professor universitário e escritor. Mestrando em Ciências Políticas Internacionais: Cooperação Internacional, Mestre em Missiologia, Pós-graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação e Pós-graduado em Antropologia da Religião. Historiador e Teólogo. Escreve artigos para o jornal Gazeta do Povo e Revista Esmeril.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.