Leia também:
X Alerta aos pais: “Droga virtual” está seduzindo adolescentes na internet

Atentado terrorista na Nigéria tem vinte quatro vítimas

Os grupos terroristas islâmicos estão se espalhando pela África, praticamente em todo o continente

Lawrence Maximo - 13/04/2022 17h15

Policial monta guarda na Nigéria Foto: EFE/EPA/AKINTUNDE AKINLEYE

Mais um atentado terrorista aconteceu na Nigéria. Cerca de 24 pessoas foram mortas por homens armados no estado de Benue, no mais recente atentado atribuído a grupos islâmicos armados, conforme informaram autoridades locais nesta quarta-feira (13).

– Supostos terroristas mataram oito pessoas em Mbadwem, na região de Guma, e outras 16 em Tiortyu, na região Tarka – disse o porta-voz das autoridades locais, Nathaniel Ikyur.

O centro do país mais povoado da África é palco de inúmeros conflitos entre grupos nômades, majoritariamente muçulmanos, e agricultores cristãos, que lutam pelo controle da água e das terras.
Com a mudança climática, os conflitos se multiplicaram e diferentes comunidades têm mobilizado grupos armados para garantir sua proteção. Alguns recorrem a atividades ilícitas.

Esses “bandidos”, como são conhecidos na região, realizam sequestros em massa nas escolas, saqueiam as aldeias e matam todos os que resistem ou aqueles cujas famílias não podem pagar os resgates.

Finalmente, os grupos terroristas islâmicos estão se espalhando pela África, praticamente em todo o continente. Os grupos controlam extensões significativas de território nas regiões do Sahel e do Lago Chade, que incluem partes de Mali, Burkina Faso, Níger, Chade e Nigéria.

Em 2018, o Centro da África Ocidental para o Combate ao Extremismo (WACCE) informou que cerca de 6.000 africanos ocidentais combatentes do Estado Islâmico (Isis), tinham regressado do Iraque e da Síria após o colapso do autoproclamado califado na região.

Lawrence Maximo é analista político, professor universitário e escritor. Mestrando em Ciências Políticas Internacionais: Cooperação Internacional, Mestre em Missiologia, Pós-graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação e Pós-graduado em Antropologia da Religião. Historiador e Teólogo. Escreve artigos para o jornal Gazeta do Povo e Revista Esmeril.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.