CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X O apóstolo Paulo: Pouco seguido, muito perseguido

Coluna JR Vargas: Que Deus aquiete a alma aflita e o coração sem sossego!

Há uma epidemia de inquietos neste tempo. Estes, buscam sossego onde não há. Correm para longe do que precisam, sem saber que assim adoecem mais ainda

JR Vargas - 10/01/2018 08h15

Duas canções revelam, de forma especial, a angústia dos que buscam calma e sossego. As letras apresentam a resposta que somente Deus tem a oferecer. Há uma epidemia de inquietos neste tempo. Estes, buscam sossego onde não há. Correm para longe do que precisam, sem saber que assim adoecem mais ainda.

Anderson Freire compôs Acalma o Meu Coração. O autor descreve poeticamente a sensação de alguém perdido, sem direção, inserido numa tempestade de aflição:

“Não quero interromper o Teu silêncio, oh Pai! Mas, é só orando que eu encontro paz. O vento da aflição quer apagar a chama da minha adoração. O mundo é um oceano, minha carne é um furacão, minha vida é um barquinho buscando direção. Descansa em minha alma e acalma a tempestade que agita o meu coração. Acalma o meu coração. O vento está soprando, mas é Te adorando que venço o mar da aflição. Acalma o meu coração, acalma o meu coração”.

Há uma óbvia conexão entre a calma ao coração e a presença de Deus. Nele está a resposta para a pergunta mais sofrida da alma.

A música estabelece uma forte conexão conosco. Ela alcança níveis de profundidade que, muitas vezes, apenas palavras não conseguem. Assim, ao orarmos cantando, somos tratados e ensinados pelo Senhor.

A dupla Canção & Louvor se multiplicou pelas mídias sociais e contagiou o Brasil com uma mensagem extremamente importante, na canção Sossega. Num clipe suavemente preparado eles cantam:

“Bem aqui no meu coração sinto às vezes como um turbilhão, que me ataca e joga no chão toda a esperança que restou. Então olho em volta e me sinto só, mesmo havendo gente ao meu redor. E percebo que o lugar melhor é ficar juntinho de quem é maior. Acalma minha alma, aquieta aí, o Pai tá cuidando de tudo pra ti. Descansa nos braços, de quem te quer bem, o Pai não despreza clamor de ninguém. Sossega, entrega, espera! Vai ficar tudo bem, tudo bem”.

As duas canções declaram o cuidado de Deus conosco. Vale a pena ouvi-las em todo o tempo e lembrar que o Senhor é quem cuida do nosso coração, acalma e sossega, como somente Ele é capaz de fazer.

JR Vargas é pai do Lucas Campos Vargas; Pastor Plantador da Igreja Presbiteriana das Américas, na Barra da Tijuca, RJ; Radialista, Apresentador do Debate 93, da Rádio 93FM; Escritor; Graduado e Pós-graduado em Comunicação Social e Teologia.