Sucesso traz estresse, mas estresse demais traz insucesso

Conte com pessoas. Delegue o que puder. Ninguém pode controlar todas as variáveis e iniciativas de sua caminhada rumo ao sucesso

Josué Valandro Jr. - 27/04/2019 10h13


Equilíbrio é uma palavra que define uma dificuldade alarmante para as pessoas determinadas ao sucesso. Pessoas focadas em resultados, conquistas, empreendimentos, seguramente, em algum momento, passarão da linha do equilíbrio, gerando sensações não tão positivas para a saúde humana.

Uma pesquisa da Associação Internacional de Controle do Estresse (AICE), divulgada no site cidadeverde.com, mostra que o Brasil é o segundo país mais estressado do mundo. A que se deve este estresse verde e amarelo? Certamente os hábitos e estilo de vida das pessoas têm grande influência nesse índice preocupante. Mas é inevitável que o desafio pessoal em busca do sucesso gere preocupações, excesso de tempo de trabalho, correria e relações interpessoais estressantes. Concluímos, então, que o sucesso traz estresse.

O estresse tem consequências muito ruins. Afeta o equilíbrio físico e emocional e traz prejuízos às relações de trabalho, família, igreja e com qualquer pessoa do nosso convívio diário. Ainda que ele não seja danoso num primeiro momento, ao longo do tempo pode trazer sequelas graves, e algumas irreversíveis.

Mas, então, deve-se evitar a busca pelo sucesso para viver desestressado? De forma alguma!

A busca pelo sucesso traz estresse, mas a questão é que, ao sentir os seus sintomas, deve-se ter em mente que é hora de analisar o sistema de vida que se está levando, para reconfigurá-lo em prol de um sucesso real, que envolva resultados definidos, mas que não danifique nossas prioridades, tais como a comunhão com Deus, com a família e nossa saúde.

Ao se ter a consciência de que o estresse traz insucesso, é necessário buscar a redução deste mal, imediatamente, e não procrastinar. As pessoas não podem se espelhar totalmente no ritmo dos outros. Cada ser humano precisa respeitar seus limites, ouvindo o conselho do Senhor Jesus registrado em Mateus 6:34 que diz que devemos viver um dia de cada vez, sem antecipar e sem revestir de pessimismo o nosso futuro.

Conte com pessoas. Delegue o que puder. Ninguém pode controlar todas as variáveis e iniciativas de sua caminhada rumo ao sucesso. Basta definir pontos de controle, que a qualidade não será perdida pela delegação.

Seja otimista! Nem tudo que prevemos de ruim acontecerá e, caso isso aconteça, nem sempre será na dimensão que imaginávamos. Ser otimista não é ser irresponsável, mas saber que devemos fazer o melhor, e que de nada adianta duvidar de que o nosso melhor seja o suficiente.

Sucesso traz estresse. Tudo bem. É só voltar para o ponto de equilíbrio por saber que estresse prolongado traz insucesso. Coloque seus níveis de ambição em degraus aceitáveis, que não agridam sua integridade, sua amorosidade, sua bondade, sua tranquilidade, sua atenção à sua família, sua dependência de Deus e sua fé.

Não se frustre por estar vivendo algum nível de estresse, mas não aceite que isto tem que ser assim mesmo. Sua atitude anti-estresse funciona. Trabalhe! Mas descanse! Lute, mas creia Naquele que luta por nós até enquanto dormimos: o nosso Deus.

Josué Valandro Jr. é o pastor presidente da Igreja Batista Atitude da Barra, no Rio. Mestre em Teologia pelo Southeastern Baptist Theological Seminary, na Carolina do Norte (USA), se graduou pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil e também em Informática pela PUC-RJ. Possui pós-graduação em gestão estratégica de recursos humanos pela UNILESTE-MG. Casado com Bianca, Valandro é pai do Lucas e do Gabriel. Acompanhe no Instagram, Facebook, Twitter e Youtube.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo