As ciladas do Inimigo

Enquanto muitos não perseveram em ser santo, em vigiar sobre as situações, o diabo faz de tudo para levar um santo a ser impuro

Josué Valandro Jr. - 17/11/2017 10h30

Quem está livre das armadilhas de Satanás? Será que o homem que ora, que trabalha para Jesus, que é bom chefe de família está isento dessas ciladas? Será que as ciladas só se aplicam a alguns? Outra pergunta interessante é: Quando virão ciladas de Satanás contra a nossa vida? Será que virão nos momentos das bênçãos ou no momento das decepções?

A verdade é que não existem regras claras sobre os momentos e as estações para as ciladas. Vejamos, por exemplo, Eva. Ela foi tentada pela serpente quando não lhe faltava nada e recebia a visita de Deus diariamente. Outro exemplo é Elias, que após uma batalha vitoriosa no monte Carmelo contra 450 profetas pagãos, foi ameaçado por uma mulher terrível chamada Jezabel, e decidiu fugir chegando a desejar a morte.

É claro que, em momentos de fraqueza espiritual, estamos muito mais suscetíveis a cair nas investidas de Satanás. Foi o caso de Davi que após ter adulterado, caiu na tentação de matar Urias e assim o fez. Mas as ciladas virão também nos dias de glória e quebrantamento sobre nossa vida. Bem, sendo assim, o que devemos fazer?

Mateus 26:41 nos adverte: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. O texto nos mostra que por mais que estejamos fortes, temos carne; e essa carne é fraca. Ou seja, mesmo sendo salvos por termos o Espírito Santo após a conversão, ainda somos pessoas suscetíveis a falhar, e o Diabo, sabedor disso, sempre irá cirandar nossas vidas para buscar uma brechinha para nos destruir ou no mínimo prejudicar nossa comunhão com o Santo Deus.

I Pedro 5:8 também alerta: Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

Se há alguma virtude no diabo é a perseverança. Pena que seja para o mal. Enquanto muitos não perseveram em serem santos, em vigiarem sobre as situações ao derredor, o diabo faz de tudo para levar um santo a ser impuro, um justo a ser injustiçado, um crente a ser envergonhado. Temos que estar vigilantes, orando e lendo as Escrituras. E mais que lendo, estudando, e mais que estudando, meditando, e mais que meditando, refletindo sobre as aplicações dessa Palavra em nossa vida e para o mundo em que vivemos.

Blindados contra as ciladas nunca estaremos. Situações que jamais imaginamos virão ao nosso encontro para nos tirar a alegria pelas vitórias que o Senhor nos têm concedido. Mas não podemos desanimar ainda diante de uma queda. Deus sabe quem somos e a intenção real do nosso coração a despeito de nossas fraquezas. Deus mesmo nos fará vencer cilada a cilada, dia após dia.

Meu forte abraço a você, valente Soldado de Cristo!

Josué Valandro É o pastor presidente da Igreja Batista Atitude da Barra da Tijuca, no Rio. Se graduou em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil e informática pela PUC-RJ. Pós-Graduado em gestão estratégica de recursos humanos pela UNILESTE-MG, e mestrando em teologia pelo Southeastern Baptist Theological Seminary, na Carolina do Norte (USA). Casado com Bianca, Valandro é pai do Lucas e do Gabriel.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158