A bolsa caiu e o dólar subiu!

Quantos que possuem tanto e tomam susto todos os dias devido às mudanças econômicas e de mercado?

Josué Valandro Jr. - 03/11/2017 10h15

Imagine este quadro no mundo: O mercado mundial está em alerta. As ações estão despencando, empresas estão fechando, investidores estão perdendo fortunas acumuladas ao longo de anos de prosperidade no mercado de ações. O governo dos EUA está agindo em desespero, retirando bilhões de suas reservas para socorrer o mercado financeiro e evitar a quebra de inúmeras companhias gerando recessão, desemprego e perda do controle econômico em áreas estratégicas. O mundo inteiro olha atônito para tudo sem saber o que vem pela frente. Crise igual não se vê há muito tempo, a não ser quando houve a quebra da bolsa americana.

Surgiriam algumas perguntas: Será que o sertanejo da economia de subsistência está preocupado? E o índio não civilizado? (pois muitos índios já usam o celular e a tecnologia para vender ouro, madeira e etc) Será que aquele índio que pesca e come, planta e come, caça e come; será que ele está preocupado com a alta do dólar?

Muitas vezes ter mais, significa mais preocupações, mais nervosismo, mais briga, mais doença. Quantos que possuem tanto e tomam susto todos os dias devido às mudanças econômicas e de mercado? O fato é que não é pecado ter, e nem ter muito, mas é um grande prejuízo ter bens e não ter paz. Ter bens e não ter descanso. Ter bens e não ter comunhão com a família, com a Igreja do Senhor e com o próprio Senhor Jesus.

No Salmo 20:7, o rei Davi no auge de sua riqueza e fama diz: “Uns confiam em carros, outros em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do Senhor nosso Deus.” Carros e cavalos eram artigos de gente rica, famosa, com autoridade. É como se Davi estivesse dizendo: “Uns confiam em casas, empresas, carros luxuosos, empregos de alta remuneração, conhecimento com gente importante, ações na bolsa, dólares no cofre e etc… Mas eu prefiro é confiar no Senhor, pois Ele foi o único que nunca me gerou desespero, mas conforto, paz e satisfação pelo que tinha e não pelo que almejava ter. Aprendi a ser feliz com Ele e não vou parar de sonhar, mas não vou depender do sonho para ser feliz; meu Deus me basta!”.

Que seja esta a fala do seu coração em meio à insegurança do mundo que vivemos. Viva em Deus. Ele sempre dará uma saída! A Ele a glória, o domínio e o poder para todo sempre! Amém!

Josué Valandro É o pastor presidente da Igreja Batista Atitude da Barra da Tijuca, no Rio. Se graduou em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil e informática pela PUC-RJ. Pós-Graduado em gestão estratégica de recursos humanos pela UNILESTE-MG, e mestrando em teologia pelo Southeastern Baptist Theological Seminary, na Carolina do Norte (USA). Casado com Bianca, Valandro é pai do Lucas e do Gabriel.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158