A contabilidade no dia a dia de cada um

A contabilidade se faz necessária indistintamente para toda e qualquer organização jurídica, como também para pessoas físicas

Jonatas Nascimento - 17/09/2018 11h57

Meu caro leitor do Pleno.News, se você pensa que contabilidade somente diz respeito a pessoas jurídicas, eu convido você a concluir esta leitura, pois ao final verá que a contabilidade necessariamente faz parte do seu dia a dia.

Longe de ser uma ciência social aplicada somente a empresas mercantis, a contabilidade se faz necessária indistintamente para toda e qualquer organização jurídica, como também para pessoas físicas. Sim, ao nos referirmos à contabilidade comercial, precisamos saber que ela estará sujeita preliminarmente aos ditames da legislação do Imposto de Renda, do Conselho Federal de Contabilidade e também das Normas Brasileiras de Contabilidade.

Conceitualmente, a contabilidade tem por objetivo sistematizar e interpretar registros de transações financeiras. Obrigatoriamente, a contabilidade é legalmente exigida para todas e quaisquer organizações jurídicas, independentemente de setor ou tamanho. Também é exigida para organizações do chamado terceiro setor (de fins não econômicos) e também das organizações religiosas de modo geral (templos religiosos de qualquer credo). E ai de quem negligenciar, porque mais dia menos dia a multa chega.

Fiz esse pano de fundo para dizer enfim que, a contabilidade não formal faz parte do cotidiano de cada um, enquanto pessoa física. Meu pai nunca constituiu uma empresa, mas como homem do campo mantinha um livro com colunas próprias (Deve e Haver) onde registrava todas as suas receitas e despesas e orgulhosamente dizia que era a contabilidade que ele fazia para não se perder. Desde os meus verdes dias já ouvia os seus conselhos: “Não se pode gastar mais do que se ganha”. Ora, o que é isto senão a ideia de que as organizações devem ser lucrativas ou superavitárias, de acordo com a sua natureza?

Você pode até não saber, mas mensalmente você presta contas ao fisco do Imposto de Renda; por exemplo quando o seu imposto de renda descontado na fonte é recolhido aos cofres públicos, e uma vez por ano você apresenta a sua Declaração Anual de Ajuste, onde são assentadas todas as suas receitas e todas as suas despesas. E isto é contabilidade!

Jonatas Nascimento é empresário do ramo contábil na região metropolitana do Rio de Janeiro, graduado em Letras e Direito. Especialista em contabilidade eclesiástica, é autor do livro Cartilha da Igreja Legal.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo