Smartphones viciam crianças

Uma das maiores falhas dos pais, na atualidade, é dar um smartphone para os filhos e deixá-los ficar o dia todo conectado, sem nenhum tipo de limite

ILona Garijo Facchini - 15/12/2017 10h35

O uso excessivo de computadores, internet, smartphones e redes sociais tem contribuído para acelerar a construção de pensamentos numa velocidade jamais vista na história, gerando uma ansiedade e um imediatismo surpreendentes. Isso em adultos e qual é o efeito nas crianças?

Por exemplo, uma criança pode conhecer facilmente os animais pelo aplicativo do celular de seus pais. Imagine um joguinho onde a vaquinha canta, pula e dança. Agora imagine a cara de frustração dessa mesma criança quando visita uma fazendinha para, finalmente, conhecer uma vaquinha de verdade. Pois é, infelizmente as vaquinhas reais não pulam, nem cantam e nem dançam.

Entenda, não sou contra o uso da tecnologia; mas sou crítica do uso em excesso.

Uma das maiores falhas dos pais, na atualidade, é dar um smartphone para os filhos e deixá-los ficar o dia todo conectado, sem nenhum tipo de limite.

E por que digo isso? Retire o celular das crianças e adolescentes, por um dia sequer, e veja como os sintomas proeminentes de dependência psicológica aparecem: irritabilidade, ansiedade, humor depressivo e inquietação.

Internet e redes sociais, se bem operadas e supervisionadas pelos pais, promovem interação, conexão, criatividade. Porém, se operadas excessiva e superficialmente, invadem a privacidade e asfixiam a liberdade emocional das crianças.

É comum assistirmos a amigos sentados numa mesa, mas sem conversarem entre si. Quando o fazem, é por mensagens. Membros da mesma família não prestam atenção um ao outro, falam olhando para a tela do celular.

Estamos numa era de escassez de dialogo presencial. Algo deve ser feito pelos pais e professores para educar as emoções das nossas crianças. As crianças precisam brincar ao ar livre, tomar sol (vitamina D) e viver uma vida de verdade.

Pense nisso!

Ilona Garijo Facchini, há 17 anos no mercado de Treinamento & Desenvolvimento, conquistou sólida carreira no Brasil e no exterior. Suas centenas de palestras já foram assistidas na Argentina, Chile, Colômbia, México, Venezuela e Estados Unidos. Ela é Psicóloga Educacional e Organizacional, especialista em Desenvolvimento Infantil, Formação de Lideranças e Equipes.