Leia também:
X #21 O meio rádio cresce mais que a Internet

Vencendo o vírus!

Precisamos pensar nossos valores e ressignificar nossas vidas

Fábio Guimarães - 21/09/2020 18h25

Vírus da Covid Foto: Reprodução

O ser humano é pensante, tem a capacidade de sonhar e realizar, características estas fundamentais para nos distinguirmos das outras espécies de seres vivos.

Precisamos pensar sobre 2020, o ano que para muitos não começou, o ano que não foi vivido, o ano que para muitos poderia desde já ser esquecido. Oo ano que para muitos, literalmente, se encerrou, no sentido denotativo da palavra.

O coronavírus ceifou vidas, dilacerou famílias, bagunçou mentes, encerrou sonhos, chacoalhou princípios, acelerou processos e inverteu a ordem lógica da vida.

Que ensinamentos podemos tirar de tudo isto?

Pais perderam filhos, experimentaram a maior dor que um ser humano pode sentir, nada, absolutamente nada é mais devastador que a perda de um filho, essa perda inverte a ordem lógica da vida, trás um sentimento de impotência que corrói a alma, alimenta a angústia e destroça todo sentindo de bom senso do ser humano.

Filhos perderam pais, maridos perderam esposas, esposas perderam maridos. Nunca é fácil dar adeus a quem se ama, principalmente quando não esperamos esse adeus, essa dor quando repentina parece corroer com mais intensidade nossos corações.

O vírus fez isso. E nós o que vamos fazer?

Os efeitos colaterais desta pandemia também matam. Precisamos pensar nossos valores, repensar nossa existência e ressignificar nossas vidas. Conjugar com mais intensidade o verbo ser e deixar dentro de alguma gaveta da alma o verbo ter.

O novo normal virá, pode acreditar. Caberá a cada um de nós adicionarmos valor a cada momento de nossas vidas. Eventos como ir ao parque em família, igreja aos domingos, torcer num estádio, irá à praia ou cachoeira, caminhada ao ar livre, respirar ar puro, são pequenos exemplos do tão pouco que precisamos para sermos felizes.

Nos ensinamentos aos Romanos pode estar a chave que precisamos para vivermos a plenitude deste novo normal.

“Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, a saber, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito.” (Romanos 12:2)

Vamos em frente, fazendo o justo, o perfeito e o agradável!

Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.