Uma agenda para o Brasil

O brasileiro clama por melhores condições de vida, precisamos avançar no combate à corrupção

Fábio Guimarães - 11/12/2017 12h58

“Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme” (Provérbios 29:2).

O brasileiro clama por melhores condições de vida. Muitas decisões importantes precisam ser tomadas, em nosso país, e os políticos podem e devem responder ao clamor popular com a devida responsabilidade que a eles outorgamos.

É vital que o Congresso Brasileiro delibere sobre os temas abaixo, já passou da hora de evoluirmos. Penso que estas cinco medidas são fundamentais para o Brasil:

  1. Fim do Foro por prerrogativa de função, o chamado “Foro privilegiado” em todas as instâncias de poder.
  2. Fim da progressão de pena para crimes hediondos.
  3. Reforma política verdadeira que possibilite e estimule o cidadão a participar do processo eleitoral, seja como candidato ou como um apoiador. Que o cidadão tenha estímulo e sensação de pertencimento ao processo decisório público, como ocorre em outros países com democracia consolidada.
  4. Proibição de legisladores assumirem qualquer cargo público no decorrer do seu mandato, acabando assim com a farra de legislador que passa a responder como Ministro ou Secretário, pois como consequência temos suplentes sem poder e executivo hiperpoderoso com legislativo refém de seus atos. Essa promiscuidade destrói o princípio constitucional da harmonia e independência entre os poderes.
  5. Reformulação do pacto federativo no que diz respeito à arrecadação dos entes e suas responsabilidades, descentralizando até os entes municipais dos recursos públicos.

Essa agenda de desenvolvimento para o Brasil diz respeito aos poderes legislativos e executivo. Por fim vale salientar a urgência que temos no processo de combate a corrupção, ela destrói nossa nação e esperamos que as instituições funcionem para coibir e punir os corruptos.

Que 2018 venha com muita paz e alegria a todos nós, e que, independentemente das lutas por um país justo e igualitário tenhamos a certeza de que em Deus somos mais que vencedores.

Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.