Leia também:
X 5 conselhos a mulheres que foram violentadas sexualmente

Governo Bolsonaro – Renda Brasil

Renda Brasil poderá ser a ponte necessária para que o brasileiro de baixa renda faça a travessia rumo ao desenvolvimento social pleno

Fábio Guimarães - 20/08/2020 11h32

O programa Renda Brasil, idealizado pelo Governo Federal, começará a vigorar ano que vem. Ele poderá ser a ponte necessária para que o brasileiro de baixa renda faça a travessia rumo ao desenvolvimento social pleno.

O Congresso Nacional deve receber ainda esse mês o texto base do projeto para análise. A proposta inicial tem meta de atender mais de 20 milhões de brasileiros, incorporando parte do cadastro de beneficiários do Bolsa Família e também dos integrantes do Auxílio Emergencial.

Estudo iniciais estimam renda mensal de 300 reais para cada brasileiro contemplado, com investimento total de mais de 60 bilhões de reais anuais por parte do Governo Federal.

Essa cifra é mais que o dobro do investimento com o programa Bolsa Família. Nada mal para um Governo que durante muito tempo foi acusado, injustamente, por parte da imprensa, de não ter políticas públicas para os mais pobres.

A proposta indicará ainda as fontes de custeio e a fusão de alguns programas sociais como o próprio bolsa família, seguro defeso e salário família.

Por fim, é importante destacar que condicionantes de saúde e educação devem ser analisadas neste projeto, objetivando sempre a emancipação plena de seus beneficiários, só assim seremos verdadeiramente uma nação próspera.

Vamos em frente!

Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.
* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.