Leia também:
X Por que socialismo pacífico precede a desgraça comunista?

#Globolixo, discurso de ódio e Fakenews

Só para constar, chamar o Presidente de “DELINQUENTE” já é discurso de ódio no Projac?

Fábio Guimarães - 13/08/2020 13h30

O jornalismo é vital para uma democracia madura. A liberdade de expressão pressupõe uma imprensa livre, assim devemos permanecer, apesar de alguns excessos e abusos de parte dos grupos de comunicação no país.

Dia sim, outro também, internautas “sobem” hashtags como #globolixo nas redes sociais. É justo isso?

Opinião nas Redes Sociais não são Fakenews, são opiniões, fruto da liberdade de expressão garantida em nossa Carta Magna. Fakenews, discurso de ódio, informação falsa ou deturpada são frutos, em grande parte, das noticias de veículos de informação. Infelizmente, o Grupo Globo parece estar se especializando nestes discursos de ódio. Vamos exemplificar aqui notícias publicadas apenas no mês de agosto de 2020 em seus canais.

Jornalista Global Bernardo Mello Franco, por exemplo, escreveu este mês:

“Debandada na Economia transforma Guedes em Ex-SuperMinistro” – 12/08/20

“Mentiras Amazônicas” – 12/08/20

“Nenhuma Vida Importa, Bolsonaro e os 100 mil mortos” – 09/08/20

“A antidiplomacia ambiental de Guedes e Bolsonaro” – 07/08/20

“As histórias da carochinha de Flavio Bolsonaro” – 05/08/20

“Maia e o Impeachment – A Blindagem de Bolsonaro” – 05/08/20

Algumas frases extraídas destes artigos GLOBAIS!

Sobre o Presidente Bolsonaro:

“Jair Bolsonaro não se contenta em contar pequenas lorotas. Suas mentiras são amazônicas.”

“O capitão é ousado. Não se limita a mentir em grupos de zap ou no curralzinho do Alvorada”.

“No Brasil o Governo lança o Programa Nenhuma Vida Importa. O slogan não aparece na propaganda oficial, mas está por trás das ações e omissões de Jair Bolsonaro”.

“Comprou o apoio do centrão, estancou a queda de popularidade e parou de ameaçar um Golpe de Estado por semana”.

Tem discurso de ódio nestas frases para dar e vender, escolha do freguês. Fakenews? Tem também, inclusive “criando um Programa” governamental que não existe.

Sobre o Ministro Paulo Guedes:

“Algumas de suas previsões sempre pareceram vender terreno na Lua”.

“Guedes é visto no meio político como um ministro que fala muito e faz pouco”.

“O Ministro da Economia se comporta como um piloto de Fórmula 1 que larga com pneus lisos, é surpreendido por um temporal e se recusa a voltar aos boxes”.

Outros jornalistas do grupo Globo vão pelo mesmo caminho, Anselmo Góis, por exemplo, exclama artigos como:

“turista estrangeiro some do Brasil de Bolsonaro” – 11/08/20

Neste artigo o jornalista fala da diminuição do fluxo de turistas no país e de forma desinformativa “esquece” que estamos numa Pandemia Mundial.

“por seus últimos posicionamentos será que um sósia tomou o lugar de Paulo Guedes?” – 09/08/20

“Bolsonaro assina hoje a MP da vacina contra Covid-19 depois de “pilha” de Pazzuelo”. 06/08/20

Neste artigo o jornalista para dar uma notícia positiva do governo, ou seja, liberação de 2 bilhões de reais do Governo Federal para pesquisa e produção da vacina contra o Covid-19, trabalha com a informação de forma pejorativa, onde o Ministro, funcionário do Presidente, apenas “põe pilha” no Presidente e o mesmo decide sem informações técnicas, uma pena, uma clara Fakenews.

A jornalista Mirian Leitão não fica atrás, ela escreve suas colunas com títulos garrafais como:

“Presidente Bolsonaro é o principal obstáculo à agenda liberal” – 12/08/20

É piada? E quem é o defensor da agenda liberal no Brasil? O Lula? O Ciro? O PT? Analise você mesmo e chegue a sua própria conclusão se isso é uma fakenews, uma informação deturpada de nossa imprensa isenta…

“No centro da crise que devasta o país” – 11/08/20

“Ranking de Prefeitos e Governadores é mais uma ação delinqüente do Presidente na Pandemia” – 11/08/20

Só para constar, chamar o Presidente de “DELINQUENTE” já é discurso de ódio no Projac?

Por fim, destaco que, na teoria, os princípios editoriais do grupo globo defendem atributos como isenção, correção e agilidade.

Em certo trecho do documento, seção I, 1I diz “O Grupo Globo é apartidário, e seus veículos devem se esforçar para assim serem percebidos”.

Avalie você mesmo, leitor, se este grupo de informação está trabalhando de acordo com seus princípios editoriais tão bem escritos. O papel aceita tudo.

Vamos em frente!

Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.